Copa do Mundo 2022: Thiago Silva comenta vitória e diz que gol da Coreia 'deu impulso'

O zagueiro e capitão da Seleção Brasileira foi enfático ao falar sobre o gol sofrido e a necessidade de evitar cair nos mesmos erros diante da Croácia, adversário nas quartas de final

Luiz Guilherme Ramos
fonte

O zagueiro e capitão Thiago Silva concedeu entrevista ao jornalista Abner Luiz, do Grupo O Liberal, na zona mista da partida entre Brasil e Coreia do Sul. A goleada por 4 a 0, na visão do atleta, foi fruto do trabalho que vem sendo desenvolvido a longo prazo, contando substancialmente com o entrosamento dos atletas e a força ofensiva. Para o capitão, a vitória se constrói não apenas pelo esforço tático, mas também pela concentração e equilíbrio mental. 

"Eles (Coreia) sentiram um pouco do cansaço, foi onde conseguimos abrir o placar e depois deixar o placar um pouco mais elástico em nosso favor", disse. Para o zagueiro, a seleção conseguiu mesclar os dois setores chaves: defesa e ataque, para criar um time envolvente, que manteve a posse de bola na maior parte do jogo e resultou em quatro gols. 

VEJA MAIS

image Ex-Remo, goleiro Weverton estreia pelo Brasil na Copa do Mundo de 2022
Arqueiro defendeu as cores do Leão Azul em 2007, no início da carreira.


image Copa do Mundo 2022: Brasil usa três goleiros pela primeira vez em Mundiais; entenda
Aos 35 minutos do segundo tempo da goleada contra a Coreia do Sul, Tite trocou Alisson por Weverton.


image Copa do Mundo 2022: Após goleada sobre a Coreia, Seleção Brasileira homenageia Pelé
Jogadores levaram uma faixa e foto do Rei do Futebol para o gramado


 

"Eu acredito que ela (defesa) equilibra o sistema defensivo e ofensivo. Eu ouvi muitas pessoas dizerem que a seleção é meio engessada. Eu acho que é uma palavra que não combina muito com a gente. Temos total liberdade, principalmente ali na frente. É claro que atrás a gente procura tomar menos gols possíveis. Só não estou 100% feliz porque tomamos o gol. De resto foi uma excelente partida", acredita. 

Na próxima fase da competição, os brasileiros vão enfrentar a Croácia, que vem de um segundo lugar no grupo F, atrás apenas do líder Marrocos. Sobre o adversário, Silva prefere não criar expectativas. "É difícil a gente falar. Com certeza a equipe que chegou na final contra a França, no último mundial, merece o nosso respeito como todas as outras. Estudamos muito bem o adversário e fizemos o jogo que fizemos", declara. 

Ainda sim, ele descarta que o Brasil represente alguma ameaça e prega o respeito para todos os adversários. "Não é a nossa intenção passar medo. É uma palavra que não combina muito, mas respeito vem de lá pra cá e daqui pra lá. Hoje nós fizemos uma das melhores partidas nossas, principalmente no primeiro tempo. Praticamente liquidamos a partida ali. Baixamos um pouco no segundo tempo e tomamos um gol que geralmente a gente não toma. Esse tropeço que nós demos nos deu um impulso para o restante da Copa do Mundo", encerrou. 

Copa do Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES