Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Restituição do imposto de renda: Confira o calendário e saiba como consultar

O calendário de pagamentos inicia no final do mês de maio

Gabriel Mansur

O prazo para a entrega da declaração de imposto de renda foi alterado pela Receita Federal, tendo sido adiado para o dia 31 de maio. Entretanto, a data para o recebimento da restituição não foi alterada, estando marcada também para o dia 31 de maio. A fila para o recebimento da restituição do imposto de renda não segue uma ordem. Os primeiros a entregarem têm mais chances de receber mais rápido.

VEJA MAIS

Saiba o que é a antecipação da restituição do imposto de renda e confira as regras
Especialista afirma que adiantamento só vale a pena com taxas abaixo de 2%. Essa antecipação acontece como se fosse um empréstimo consignado, por exemplo, com uma taxa bem menor

Receita Federal alerta para golpes via internet; saiba como se prevenir
Orientação é não clicar em links que prometem recebimento dos valores da restituição

Porém idosos, professores e pessoas com deficiência ou doenças graves não entram na fila. Tem prioridade no pagamento e portanto recebem antes dos demais contribuintes. Usualmente o primeiro lote da restituição é quase todo dedicado a esses grupos. Caso sua declaração tenha tido alguma correção e você tenha entregue uma declaração retificadora, você vai para o final da fila da restituição.

Calendário dos pagamentos de restituição em 2022 será dividida em cinco lotes:

  • 1º lote: 31 de maio (mesmo dia em que termina o prazo para entrega da declaração) 
  • 2º lote: 30 de junho 
  • 3º lote: 29 de julho 
  • 4º lote: 31 de agosto 
  • 5º lote: 30 de setembro

Quando vai ser paga a minha restituição?

Apesar das datas definidas, não é possível saber com antecedência quando a sua restituição será paga. Na véspera do pagamento de cada lote, você pode conferir se a sua foi incluída. Para isso, você pode acessar o site da Receita Federal e receber essa informação utilizando o número de seu CPF e a data do seu aniversário.

Problemas na declaração podem atrasar a restituição

É necessário estar atento para o andamento do processamento da declaração. Caso existam erros ou inconsistências, o pagamento da sua restituição fica travado. Se não forem resolvidos através de uma declaração retificadora, sua declaração irá para a malha fina. Nessa situação, a restituição só é paga através de lotes residuais, que acontecem no final do ano ou no ano seguinte. 

Para consultar o andamento da declaração, basta acessar o site do Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal, informando seu CPF e data de nascimento ou através da sua conta “gov.br” que permite acesso a todos os sites do governo federal. Siga os passos “Meu Imposto de Renda”, “Processamento” e “Extrato do Processamento”, e depois clique no ano que deseja consultar. 

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA