Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Quick é solução para motoristas em tempos de gasolina cara

Aplicativo do Grupo Liberal tem condições especiais para os condutores, que ficam com 90% da corrida

O Liberal

O aumento constante no preço da gasolina no Brasil tem deixado condutores de transporte por aplicativo cada vez mais preocupados. Só entre janeiro e julho de 2021, por exemplo, o aumento foi de 22,5%, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. O preço tem refletido em tarifas maiores para passageiros e lucros menores para muitos trabalhadores do setor.

Wesley Melo é motorista de aplicativos há quatro anos e conta que os valores pesam no bolso de quem tem o aplicativo como principal meio de renda. Para ele, isso intensifica o fenômeno da seletividade das corridas, causando mais demoras nos pedidos já que os condutores precisam encontrar maneiras de economizar, especialmente evitando corridas de baixo custo-benefício.

"O combustível é o principal insumo para o nosso segmento e com tantos aumentos e tanta instabilidade nos valores fica realmente bem complicado. Temos que passar bem mais tempo na rua para ficar escolhendo as corridas que irão nos prejudicar menos ao final do dia, na hora de fechar a conta. Passamos muito tempo parados analisando o valor das corridas ultimamente. Eu costumo trabalhar de tanque cheio, chego a abastecer por dia entre 90 e 100 reais. Se eu trabalhar 25 dias, dá 2.500 reais por mês. Bem alto, né?", afirma ele.

Desde que iniciou a operar em Belém, o Quick, o aplicativo de mobilidade urbana do Grupo Liberal, tem tido como missão ajudar os motoristas como Wesley, que parou de usar outros aplicativos para dar foco à plataforma paraense, que, na opinião dele, oferece mais vantagens e ganhos, além da proximidade por conta de ser uma empresa local.

Fim de semana com 100%

Atualmente, o aplicativo disponibiliza 90% dos ganhos com as corridas para os motoristas entre segunda e sexta-feira. Já nos finais de semana, para dar uma ajudinha a mais, o valor é de 100% - uma realidade bem diferente do que é observado em outros aplicativos. A gestora do Quick, Sol Corrêa, conta que nesta hora difícil, o Quick tem buscado não repassar os valores dos reajustes nem para os motoristas e nem para os clientes. Ela acredita que o momento demanda união e cooperação para que os impactos negativos da escalada no preço dos combustíveis.

"A gente vê a concorrência aumentando e aumentando os preços por conta da gasolina, mas, sinceramente, não concordamos com isso. Não dá para o motorista receber menos dinheiro em um momento em que a gasolina está ficando mais cara. Temos consciência disso na Quick e nossa missão é apoiar nossos parceiros. Muitos abandonaram o volante por conta dos custos altos e os lucros estavam encolhendo. Mas é um posicionamento nosso manter as tarifas iguais nesta conjuntura", afirma.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA