Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pensando em viajar em julho? Veja os valores das passagens para os destinos mais procurados no Pará

De acordo com Dieese, os transportes rodoviários deverão ser o principal meio de deslocamento durante o veraneio de 2022

Luciana Carvalho

Mês de julho chegando e com ele começa a grande corrida dos paraenses rumo às praias e balneários do Estado. Uma das principais preocupações dos veranistas quando chega este período é com os custos dos transportes para estes deslocamentos.

VEJA MAIS

Voo de Belém para Salinas começa na tarde desta quinta-feira; veja preço, horários e duração do voo
Viagem terá duração de cerca de 1 hora. Os voos serão operados em aeronave com capacidade para transportar até 9 passageiros

Trabalhadores do ramo do turismo estão na expectativa da chegada do verão Amazônico
A cheia do Tapajós transforma a paisagem existente na frente da vila balneária conhecida por praias de águas límpidas e areias brancas

Aluguel de casas em Salinas pode chegar a R$ 6 mil por final de semana
Opção para quem quer gastar menos para curtir o veraneio atlântico é dividir casa com amigos

Segundo levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/Pa) feito através de pesquisas de preços sobre os custos dos transportes em 2022, os aumentos foram generalizados quando comparados ao mesmo período do ano passado. Segundo o Dieese/Pa, os transportes rodoviários de passageiros (interestadual e intermunicipal), mais uma vez, deverão ser o principal meio de deslocamento em 2022.

A pesquisa realizada nesta terça-feira (28) e na manhã de hoje (29) pelo Dieese/Pa, mostra que o custo do Transporte Rodoviário Intermunicipal de passageiros apresentou um aumento este ano de 10,06% em relação ao mesmo período de 2021. O reajuste foi autorizado pela Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Pará (ARCON/PA) em maio de 2022. Já o transporte rodoviário interestadual também está mais caro com um reajuste de 25,12% autorizado pela Agencia Nacional de Transportes Terrestre (ANTT ) em fevereiro de 2022.

No caso específico da linha urbana para Mosqueiro (gerenciada pela Prefeitura de Belém), as passagens tiveram aumento de 10,34%. O último reajuste autorizado pela Prefeitura de Belém/SEMOB ocorreu em março desse ano quando o valor da passagem que custava R$ 5,80 subiu para R$ 6,40. De acordo com o Dieese/Pa, esse valor ainda é menor do que o cobrado pela mesma passagem na linha intermunicipal operada pela empresa COOPETPAN com o custo de R$ 13.

Confira o preço das passagens para os destinos mais procurados do Pará

  • Abaetetuba:  R$ 28
  • Barcarena: R$ 23
  • Bragança: R$ 60
  • Cametá: R$ 65 (com a travessia);
  • Capanema: R$ 48;
  • Castanhal: R$ 18;
  • Colares: R$ 29,50;
  • Marudá:R$ 39;
  • Mosqueiro: R$ 6,40 (ônibus administrado pela Prefeitura de Belém) e R$ 13 (ônibus intermunicipal da linha regular administrado pela COOPETPAN);
  • Salinas: R$ 60;
  • São Caetano de Odivelas: R$ 31,50;
  • Tucuruí: R$ 110 (diurno) e R$ 160 (noturno);
  • Vigia: R$ 26;
  • Marabá: R$ 141,35.

Gasolina mais cara

Por outro lado, para quem vai pegar a estrada utilizando veículo próprio (saindo ou chegando a Belém), os custos para este início de veraneio 2022, também são bem maiores que os verificados no mesmo período do ano passado, principalmente pelos constantes aumentos ocorridos nos preços dos combustíveis.

Estudos do Dieese/Pa com base em pesquisas da ANP realizadas no último final de semana, apontam que o litro da gasolina estava sendo comercializado nos postos de Belém, em média, a R$ 7,247, com preços variando entre R$ 6,970 a R$ 7,590. Já o litro do óleo diesel (S-10) estava custando, em média, R$ 7,976, com menor preço encontrado a R$ 7,190 e o maior a R$ 8,490. Já o litro do etanol estava custando, em média, R$ 6,249, variando entre R$ 5,950 e R$ 6,740.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política).

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA