Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pesquisa: 85% dos candidatos a emprego aceitariam cargo inferior para voltar ao mercado de trabalho

Segundo a pesquisa, os entrevistados consideram a mudança de carreira como uma alternativa para driblar a situação

O Liberal

O desemprego recorde no Brasil tem levado muitos trabalhadores a aceitar salários menores que o desejado para voltar ao mercado. É o que mostra uma pesquisa da consultoria de RH Luandre. As informações são do portal G1 nacional.

Segundo o estudo, 85% dos entrevistados relataram que aceitariam um cargo inferior para se recolocarem no mercado, independente da idade e da formação. No caso de profissionais que não aceitariam a redução de cargo, 68% deles considerariam flexibilizar o salário.

Salário

Além disso, 90% dos candidatos entrevistados aceitariam uma oportunidade com salário inferior ao que pretendiam receber. A redução salarial é aceita, inclusive, pela maioria dos profissionais que estão há, no máximo, três meses desempregados.

A pesquisa foi realizada em julho com 935 profissionais desempregados, sendo 52% deles com ensino médio e 30% com ensino superior, com idade entre 18 e 60 anos.

De acordo com a superintendente de seleção da Luandre, Francine Silva, mesmo com a necessidade e a urgência de recolocação, é importante que os profissionais planejem essa redução, principalmente de cargo. Segundo Francine, as empresas costumam recusar esses candidatos, pois sabem que eles deixarão a empresa na próxima oportunidade. "Por isso, o ideal é que seja para um nível abaixo apenas, como ir de analista para assistente, gerente para coordenação/supervisão, para que a retomada da carreira não seja tão difícil e as empresas confiem que o profissional se dedicará efetivamente”, diz Francine Silva, superintendente de seleção da Luandre.

Mudança de carreira

A pesquisa aponta ainda que 76% consideram a mudança de carreira como uma alternativa para driblar a situação do desemprego, e apenas 15% permanecem resistentes em manter a área de atuação.

"São muitas pessoas concorrendo para uma mesma vaga, o que faz com que seja mais difícil e demorado se recolocar. Diante disso, as pessoas acabam aceitando vagas com salários e cargos mais baixos do que tinham anteriormente. Isso gera ainda mais dificuldade para quem quer vagas dentro do seu cargo/salário atuais porque concorrem com pessoas com maior experiência”, diz Fernando Medina, CEO da Luandre.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA