‘Território do Audiovisual’ exibe filmes produzidos por três comunidades de Belém

Os curtas e filmes são resultados das oficinas de Roteiro e Novas Narrativas, Iniciação em Produção e Direção Audiovisual e Direção de Fotografia Criativa, ofertadas aos 60 jovens

Emanuele Corrêa
fonte

O Projeto de capacitação "Territórios do audiovisual" exibe os curtas e filmes resultados das oficinas de Roteiro e Novas Narrativas, Iniciação em Produção e Direção Audiovisual e Direção de Fotografia Criativa, ofertadas aos 60 jovens da ilha de Caratateua e de mais duas periferias da capital, a Vila da Barca e a Terra Firme. A exibição acontece no sábado, 7, às 17h, no Encanto Grupo de Apoio Social (CEGAS), localizado na passagem Combatente, Brasília, na ilha de Outeiro.

O projeto é fruto do edital Prêmio Preamar de Cultura e Arte 2022, com iniciativa da Clarté e Marahu Filmes, produtoras de Belém. A produtora audiovisual, Tayana Pinheiro, 33 anos, contou à reportagem da Redação Integrada de O Liberal que a ideia surgiu do diálogo entre Fernando Segtowick e Thiago Pelaes, sócios das produtoras Clarté e Marahu, visando compartilhar as expertises. "Compartilhar o conhecimento sobre audiovisual adquirido em anos no mercado brasileiro e internacional. A partir daí se criaram duas linhas de formação em temáticas ligadas ao audiovisual, o 'Marahu Lab', voltado aos profissionais e o 'Territórios do Audiovisual', voltados a coletivos e moradores de áreas periféricas no sentido de sensibilização para o tema", destacou.

As oficinas foram ofertadas entre outubro e dezembro de 2022 e além dos alunos, os moradores da comunidade do entorno, também serão beneficiados com a exibição, ressalta a produtora. "Os resultados das oficinas foram a produção de pequenos filmes feitos pelos alunos que estão sendo exibidos nas comunidades. Foram beneficiadas em média 100 pessoas, entre alunos e o entorno das comunidades que estão participando das exibições dos filmes", disse.

"A partir dos relatos das comunidades, acredito que o benefício está nessa possibilidade que o audiovisual traz de eles mesmos contarem suas próprias histórias e de verem nessa área uma nova possibilidade profissional", completou.

image Jovens e adultos após a finalização da oficina. (Reprodução / Divulgação)

Questionada sobre qual a importância do estímulo da arte e das produções audiovisuais no Pará, nas comunidades do estado, Tayana respondeu que o potencial dos jovens são valorizados com esses estímulos. "Já há algum tempo que as comunidades no Pará têm uma expressiva produção artística, na música, nas artes visuais, na dança, com os novos dispositivos móveis como celulares, o audiovisual tem um potencial gigante de crescimento junto a crianças e jovens, possibilitando a expressão desses moradores no tema", concluiu.

Os filmes possuem temas diversos, diz Tayana e refletem a forma como os adolescentes e adultos percebem seu local. "São formas diversas de expressão do que vivem no dia a dia como jovens da periferia e que mostram todo o potencial dessas pessoas e desse espaço ainda invisibilizado e que ao mesmo tempo é palco de tanta criatividade e potência", finalizou.

 

Serviço

Evento: "Territórios do audiovisual" exibe os curtas e filmes

Local: Encanto Grupo de Apoio Social (CEGAS), localizado na passagem Combatente, Brasília, na ilha de Outeiro.

Data: sábado, 7.

Horário: 17h

Cultura
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA