Repórter se confunde ao vivo e chama empresário de 'otário'

Flávia Alvarenga falava das investigações das fake news pela Polícia Federal quando confundiu nome

Redação Integrada

A cobertura josnalística ao vivo na TV é sempre um desafio para os repórteres, podendo até gerar situações que saem do controle. Na manhã desta terça-feira (2), uma destas situações ocorreu no jornal Bom Dia Brasil da TV Globo.

A apresentadora Ana Paula Araújo falava sobre a investigação das fake news pela Polícia Federal, quando chamou a repórter Flávia Alvarenga para falar sobre o assunto. Ela entrou no ar para revelar que a polícia começa a ouvir hoje os depoimentos de deputados e ativistas que são aliados do presidente Jair Bolsonaro, e são alvo do inquérito em questão.

Flávia falava diretamente de Brasília, e depois de explicar que os depoimentos ocorrem entre hoje e a próxima quinta-feira (4), informou que foram intimados a blogueira Sara Winter e o Allan dos Santos. Em seguida, Alvarenga acabou cometendo uma gafe.

Ela citou os advogados dos empresários Luciano Hang e Otávio Fakhoury. No entando, quenado se referiu a Fakhoury, a repórter acabou chamando o empresário de “otário” sem querer.

“A operação contra as fake news ocorreu na semana passada, quando foram cumpridos 29 mandados de busca e apreensão e foram apreendidos computadores e celulares. Os advogados de Luciano Hang e do empresário ‘otário’… Otávio Fakhoury recorrem ao Supremo”, disse ela.

A gafe logo ganhou as redes sociais, com pessoas reagindo de forma bem humorada. “E a repórter que travou a língua no nome de Otávio Fakhoury, chamando de Otário? Primeira gargalhada do dia”, disse um internauta.

Televisão
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA