Relembre outros casos de expulsão no BBB

Antes de Hariany, outros participantes do Big Brother Brasil já haviam sido desclassificados pela produção do programa

Redação Integrada

A expulsão da goiana Hariany do Big Brother Brasil 19 não foi a única que já aconteceu na história do programa. Agressões, denúncias, e até suspeita de estupro já foram motivos para a eliminação involuntária de outros brothers. Relembre agora os outros casos de expulsão que já aconteceram no reality show da TV Globo:

1 - Daniel Echaniz (BBB 12):

Daniel Echeniz e Monique Amin, do BBB 12 (Divulgação)

O primeiro caso de expulsão na história do reality no Brasil ocorreu na 12ª edição, quando o modelo Daniel Echaniz foi acusado de estuprar a também modelo Monique Amin. Tudo aconteceu após uma festa, quando o brother levou a gaúcha para a cama, que estava visivelmente embriagada. As filmagens mostravam movimentos por baixo do edredom, e no outro dia, Monique afirmou que não lembrava de nada do que havia acontecido. O caso causou polêmica entre os internautas, que acusaram Daniel de estupro de vulnerável, e o modelo foi expulso pela produção do programa. O ex-brother, porém, foi absolvido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro devido ao depoimento de Monique, que afirmou que tudo que aconteceu sob o edredom foi consensual.

2 - Ana Paula Renault (BBB 16):

Ana Paula Renault e Renan Oliveira, do BBB 16 (Divulgação)

Quatro anos depois, na 16ª edição do Big Brother Brasil, a jornalista mineira Ana Paula Renault foi expulsa do programa após dar dois tapas na cara de seu desafeto, o modelo Renan Oliveira, em uma festa. A briga rendeu vários xingamentos e memes na internet, como a frase "seu cabelo é feio e seu dente é falso", disparada por Ana Paula contra Renan. A mineira era, até então, a favorita para ganhar o prêmio de 1,5 milhão de reais. A disputa foi vencida por sua maior aliada no programa, a goiana Munik Nunes.

3 - Marcos Harter (BBB 17):

Marcos Harter e Emilly Araújo, do BBB 17 (Divulgação)

A 17ª edição do Big Brother Brasil também foi recheada de polêmicas. O médico cirurgião plástico Marcos Harter, natural de Porto Alegre, foi expulso pela produção do programa após agredir física e psicologicamente a sua então namorada, a também gaúcha Emilly Araújo, que acabou se tornando a campeã daquela edição. Após uma longa discussão, o médico gritou com a universitária, apontando o dedo na sua cara. Em um momento mais agressivo, Marcos chegou a segurar os braços de Emilly com força, deixando hematomas. O médico foi indiciado, mas no ano seguinte foi chamado para participar do reality show "A Fazenda", sagrando-se vice-campeão e levando para casa um carro zero.

4 - Vanderson Brito (BBB 19):

Vanderson Brito, do BBB 19 (Divulgação)

Quem achou que Hariany foi a primeira expulsa da atual edição do Big Brother Brasil, está enganado. Nesta edição, o Biólogo acriano Vanderson Brito foi expulso do reality após ter sido denunciado formalmente por três mulheres por estupro e assédio sexual na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher Vítima de Violência em Rio Branco (AC). As denúncias aconteceram após a ex-namorada do biólogo, Maíra Menezes, registrar um boletim de ocorrência por agressão física. Vanderson foi o primeiro brother a ser expulso do Big Brother Brasil por uma conduta que teve fora do confinamento.

Televisão
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!