Cineasta indiano sugere que 'estupro sem violência' seja legalizado na Índia

Declaração ocorre após mais um caso de estupro coletivo no país, que vitimou a veterinária Priyanka Reddy

Redação Integrada com informações de Daily Mail

O cineasta indiano Daniel Shravan vem sendo duramente criticado após sugerir que o "estupro sem violência" deva ser legalizado pelas autoridades indianas. O diretor de cinema também afirmou, em uma postagem no Facebook que posteriormente foi deletada, que mulheres com mais de 18 anos deveriam ser "educadas sobre estupro e "não negar o desejo sexual dos homens".

Shravan disse ainda que "estupro não é algo sério, mas assassinato é inaceitável". Para o cineasta, a solução para os casos de estupro está nas próprias vítimas. Segundo ele, "quando o desejo sexual de um homem é realizado, os homens não matariam mulheres". O indiano disse ainda que "o governo deve ter um esquema ou algo assim para controlar mortes depois de um estupro".  

"Os estupradores não estão encontrando formas de suprir seus desejos sexuais e isso resulta em desejos assassinos. Um pensamento maligno provoca o crime (matar). Seria melhor se as mulheres aceitassem o sexo", escreveu ele, que também declarou que as mulheres indianas deveriam andar com camisinhas.

Declaração do cineasta indiano Daniel Shravan (Reprodução/Facebook)

A declaração ocorre logo após a Índia passar por mais um caso de estupro coletivo. Desta vez, a vítima foi a veterinária Priyanka Reddy, de 27 anos, que foi encontrada morta embaixo de uma ponte na cidade indiana de Hyderabad. Ela foi estuprada e morta por homens que a ofereceram ajuda na semana passada.

O cineasta apagou sua publicação após o início de uma campanha pedindo o boicote aos seus filmes. "Esse homem não tem nenhuma vergonha ou um cérebro, eu acho", criticou um internauta. "O que custa fazer com que as mulheres se sintam seguras? Quantos homens ainda serão deixados livres?", questionou uma usuária do Twitter.

Após o "sumiço" do cineasta, que optou por apagar as redes sociais, a mãe de Shravan deu uma entrevista a um canal do Youtube em que lamentou as declarações do filho e disse acreditar no arrependimento do diretor de cinema. 

Televisão
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA