Sotheby's muda foco e faz seu primeiro leilão dedicado à cultura hip-hop

A coroa dourada que o rapper Notorious B.I.G usou na última sessão de fotos antes de sua morte pode render centenas de milhares de dólares

Reuters

Tudo começou como um acessório de plástico de uma loja de festas, mas a coroa dourada que o rapper Notorious B.I.G usou na última sessão de fotos antes de sua morte pode render centenas de milhares de dólares em um leilão dedicado à cultura hip-hop.

Após dar destaque a tênis e bolsas nos últimos anos, a Sotheby's de Nova York está se expandindo novamente para o leilão de setembro, que contará com cerca de 120 lotes representando artefatos de hip-hop, jóias, moda e artes.

É o primeiro leilão realizado por uma casa internacional dedicado inteiramente ao hip-hop, e vai traçar o impacto do gênero musical do final dos anos 1970 até meados dos anos 1990, disse a Sotheby's.

A coroa assinada por Notorious B.I.G., usada na fotografia "King of New York" de 1997 e colocada à venda pela primeira vez, pode render de 200.000 a 300.000 dólares no leilão desta terça-feira, 15.

O rapper de Nova York, também conhecido como Biggie Smalls, foi morto a tiros em Los Angeles aos 24 anos, três dias após a sessão de fotos, como parte de uma rivalidade entre rappers da costa leste e oeste que também tirou a vida de Tupac Shakur, de 23 anos, em 1996. Ambos os crimes não foram resolvidos.

"Espero que a coroa possa ser vendida por muito mais porque é muito reconhecida", disse à Reuters Cassandra Hatton, especialista sênior da Sotheby's no departamento de livros e manuscritos que montou o leilão.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA