Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Simone comemora recepção do público de Belém após show: ‘A gente se tornou um’

Cantora baiana foi a principal atração da primeira noite de Bienal das Artes na Aldeia Cabana

O Liberal

Considerada uma das grandes vozes da Música Popular Brasileira (MPB), Simone foi a principal atração da primeira noite de Bienal de Artes, que começou nesta terça-feira (20), na Aldeia Cabana. O show da cantora baiana em Belém foi anunciado um dia antes, na segunda-feira (19), em substituição à conterrânea Gal Costa, que teve apresentação cancelada por “questões médicas”.

VEJA MAIS

Dada a Largada para a I Bienal das Artes de Belém
A programação vai até o próximo dia 25 com rodas de conversas, festival de música, apresentações de teatro e dança, entre outras atividades

I Bienal de Artes de Belém inicia com conferência e espetáculos
A Aldeia Cabana Davi Miguel receberá os shows de Simone e 'Para Sempre Ruy' e cortejo de grupos folclóricos.

Belém tem a primeira Bienal das Artes; confira programação
28 espaços da capital paraense, entre eles, oito distritos do município, além da ilha do Combu, que irão receber programações culturais, rodas de conversas, exposições, oficinas e shows de Gal Costa, Zeca Baleiro e Teresa Cristina

Na ocasião, Simone apresentou ao público sucessos que marcaram sua carreira de quase cinco décadas e as músicas mais recentes presentes no último álbum lançado pela cantora, “Da Gente” (2022). “Eu acho que ficou muito claro o que eu senti com vocês e o que vocês me passaram. A gente se tornou um ali. Não eram várias pessoas, era uma coisa, era um dom. Foi maravilhoso, uma interação genial. Muito obrigada”, disse a cantora.

Um dos momentos mais esperados da noite, o show de Simone também encerrou a programação do primeiro dia de Bienal das Artes. “Sou fã da Simone e quando soube, vim prestigiar essa grande homenagem à música e também à cultura paraense”, destacou o recenseador Malvino Novais, 54 anos.

As apresentações artísticas da noite desta terça-feira (20) da 1ª Bienal das Artes na Aldeia Cabana começaram com um cortejo cultural dos grupos de Bois, Todas e Pássaros e Auto do Círio, ao som do cantor Elói Iglesias. No palco, o show “Para Sempre Rui”, em homenagem à obra do poeta e músico paraense Rui Barata, levou 14 composições interpretadas por 20 artistas, entre eles Mahrco Monteiro,  banda Warilou e Eloi Iglesias. 

O prefeito Edmilson Rodrigues, que recebeu Simone após o show, destacou a importância da programação da Bienal das Artes para o fomento à cultura regional. "São 30 pontos que estão sendo tomados por alguma atividade, sem contar com a Festa Literária, que acontece no Centur, de modo que é uma ebulição cultural, Belém é hoje a capital nacional das artes, espero que seja eternamente”, comentou o gestor municipal.

Nesta quarta-feira (21), a programação da Bienal na Aldeia Cabana inclui shows de Dona Onete, Gretchen, Fruto Sensual e Aparelhagem Crocodilo, a partir das 18h. A entrada é gratuita. A estimativa é que cerca de 20 mil pessoas passem pelo local, ao longo dos cinco dias de programação.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA