Secretária de Cultura é convidada à abertura do 38º Arte Pará

A presidente da Fundação Romulo Maiorana, Roberta Maiorana, que promove o salão, reuniu com Úrsula Vidal no gabinete da Secult

Redação Integrada

A presidente da Fundação Romulo Maiorana, Roberta Maiorana, esteve reunida com a secretária de Cultura do Estado, Úrsula Vidal, para entregar o convite à solenidade de abertura do 38º Salão Arte Pará, que será aberto nesta quinta-feira, 10, no Museu do Estado do Pará (MEP), às 19 horas. Roberta, o consultor Paulo Herckenhof, autor da proposta curatorial deste ano, e a professora Vânia Leal, curadora educacional do salão, foram recebidos no gabinete da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), no Parque da Residência, na manhã desta quarta-feira, 9. O governador Helder Barbalho e Úrsula confirmaram presença na abertura do Arte Pará.

"A gente sempre aguarda com uma expectativa muito positiva o próximo salão. É uma honra para o estado do Pará, para a população e para o governo essa parceria com o Salão Arte Pará, que a gente entende que é um ponto luminoso hoje no nosso mapa cultural", destacou Úrsula.

Este será o primeiro ano em que o salão será composto somente por artistas paraenses e curadores paraenses. Não houve abertura de inscrição ao público, pois todos os artistas foram convidados a participar da mostra, este ano. "O Arte Pará tem tomado um rumo que a cada ano se estrutura de forma diferente. Este ano, vamos homenagear o aniversário de 80 anos do escritor João de Jesus Paes Loureiro (mostra "Visualidades) com a participação de 64 artistas no MEP", explicou Herckenhof. Essa mostra tem a curadoria de Orlando Maneschy. Já na sexta-feira, 11, será realizada a abertura de outra mostra do salão, "As Amazonas do Pará", com obras de 27 artistas mulheres, sob a curadoria de Nina Mattos, no Museu da Universidade Federal do Pará (UFPA).

"O Arte Pará se coloca no calendário de eventos culturais do estado do Pará. Precisamos sempre manifestar o respeito e a gratidão à Fundação Romulo Maiorana pela valorização da produção artística no Pará e por ter dado essa dimensão, tanto trazendo obras de artistas muito importantes no cenário das artes plásticas e visuais no Brasil, como também abrindo esse espaço para a valorização de novos talentos. Muitos artistas entraram de maneira definitiva no cenário das artes plásticas e visuais brasileira a partir desse salão de reconhecimento nacional", acrescentou a gestora.

"A secretária de Cultura do Estado compreende plenamente a importância da arte, desde a formação do sujeito e o processo educacional até a constituição de uma cidadania plena e inclusiva. Ela conhece a cultura do Pará e quer trabalhar em conjunto para situar Belém e a arte na cena nacional devida. Ela tem a vontade de transformar positivamente o sistema de cultura do estado e ela já revelou isso na Feira Pan-Amazônica do Livro e, agora, na reinauguração da Casa das Onze Janelas", ressaltou Roberta Maiorana.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!