#if(!$m.request.preview.inPreviewMode)
CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
#end

Programação cultural encerra ‘I Semana dos Povos Indígenas’, em Belém

Artistas indígenas fazem a mistura musical com artistas não indígenas no Palco Encantaria.

Bruna Dias
fonte

Neste domingo a “I Semana dos Povos Indígenas” será finalizada com uma programação cultural. O evento, que debateu ao longo de todo final de semana, a sabedoria ancestral e as lutas dos povos indígenas, além de reconhecer e celebrar a riqueza cultural dos povos indígenas, chega ao fim.

No Palco Encantaria através do “Ato de celebração pelo Dia Nacional de Luta dos Povos Indígenas”, artistas indígenas e aliados da causa indígenas fazem as suas apresentações a partir das 13h, na Praça D. Pedro II. 

A santarena Priscila Tapajowara, presidente da Mídia Indígena, atua na produção e direção artística da Semana dos Povos Indígenas, foi responsável pela curadoria dos artistas para o evento.

“Os artistas foram escolhidos muito dentro de uma proposta que a gente gostaria de trazer aqui para a capital do Pará, tanto artistas indígenas do Estado, mas também de outras regiões do Brasil. Que a gente pudesse estar mostrando essa força que a cultura dos povos indígenas tem e que vai muito além do contemporâneo, do tradicional. Também tem músicas contemporâneas, é onde tem rap, DJ, carimbó e uma diversidade muito grande de artistas musicais indígenas nesse Brasil afora. É importante a gente trazer esses outros artistas que estão atuando na música em outros Estados para cá, para fortalece e mostrar não só para os não indígenas, mas também para os indígenas como que tem essa diversidade e como que a gente pode estar ocupando outros espaços. Com isso a gente vai fortalecendo cada vez mais a nossa luta porque a gente vai mostrando que através da arte e de uma forma diferente do convencional, do que as pessoas sempre imaginam e estão acostumados, a gente pode estar levando a nossa luta”, explica Priscila Tapajowara. 

No line-up a abertura do evento será com o Arraial da Pavulagem, logo em seguida se apresenta a Dj Pedrita. Às 14h40 ocorre a abertura do palco com uma cerimônia.

Às 15h, se apresentam Forró dos Garotos Apyãwa: Grandão Vaqueiro e Viviane Batidão; depois Gean Pankararu: Naeime e Karina Buhr. Às 17h, o rapper indígena Owerá, da Aldeia Krukutu, da região de Parelheiros, zona sul da cidade de São Paulo, convida o cantor Xamã para a apresentação.

Logo após o show da dupla, ocorre um ato político, e às 18h30, terá apresentação de Thaline Maxim Karajá, Zaynara e Fafá de Belém.

Thaline é cantora, musicista, ativista ambiental e indígena do povo karajá, do Pará. Aos 25 anos, no ano de 2020, participou do The Voice Brasil e chegou a ficar entre as 13 vozes do programa, disputando as batalhas ao vivo.

A artista cantou na cerimônia da “7ª edição do Prêmio Sim à Igualdade Racial”, em 2023. No mesmo ano ela realizou a sua primeira turnê de carimbó, passando por 4 países da Europa. Além disso, ela também se apresentou na COP 28 em Dubai, nos Emirados Árabes.

Para a Semana dos Povos Indígenas, Thaline fará um show especial: “Vai ter adoração de 50 minutos, vou trazer muita ancestralidade e a visão indígena contemporânea. Estou muito feliz de cantar ao lado dessas artistas maravilhosas. A Fafá de Belém é minha maior inspiração, uma das maiores vozes do nosso país, uma verdadeira guerreira que levou o nome do nosso Estado para todo o Brasil e mundo. Zaynara é linda e cheia de amor pela nossa cultura e ancestralidade “.

A paraense destaca a importância de cantar em um palco cheio de potência e força ancestral, em um momento que o povo indígena tem a possibilidade de fala. “A programação é necessária para ambientar os não indígenas com a presença de indígenas nas cidades, nas universidades, nos palcos, e em todos lugares, principalmente na Amazônia, onde tem a maior concentração de pessoas indígenas no Brasil. E mesmo assim ainda presenciamos o racismo contra povos indígenas nas grandes cidades amazônicas, mesmo nos nortistas tendo a cultura indígena estampada em todos os lugares”, pontua Thaline Maxim Karajá.

Às 19h30 se apresentam Eric Terena e o paraense Jeff Moraes.

O comunicador, ativista e DJ, é do povo Terena, ele cresceu na Terra Indígena Cachoeirinha, em Miranda, no interior do Mato Grosso do Sul. O artista traz canções indígenas misturadas com músicas contemporâneas para os seus sets, mas sempre falando da luta dos povos indígenas pela preservação de seus territórios e da importância deles no combate às mudanças climáticas. 

“Mesmo não sendo a minha primeira vez aqui, participar de uma agenda indígena cultural, está sendo muito importante. Vou subir no palco ao lado de Jeff Moraes e também promete muito, muito, muito. Ele é um artista que traz esse swing do Norte para dentro das suas músicas, mas também experimenta música contemporânea, outros estilos e ritmos. E eu me identifico bastante”, pontua.

Eric Terena é um artista que sempre faz a fusão na música, ele tem parcerias, como por exemplo com Alok. Ele também já se juntou aos bois Garantido e Caprichoso.

“Esse formato de integração entre indígenas e não indígenas é fundamental para que a gente mostre a importância de que a luta indígena não depende só da gente, apenas de um número de pessoas, mas depende de todos nós. E essa pauta indígena que a gente tanto fala, ela pode ser cultural, musical e de pertencimento também, de fortalecimento da nossa cultura. Se a gente tem o respeito daqueles que não são indígenas ou não estão aldeados, a gente consegue dar as mãos e lutar pelo bem único, que é a manutenção da nossa cultura, dos nossos saberes. A gente sabe que grande parte das músicas criadas pelo mundo, ela surge de povos tradicionais, ela vem de ritmos tradicionais até serem incorporadas ali no eixo comercial”, explica Eric.

Fechando o evento, às 20h30, terá o show de Suraras do Tapajós, que convida Gaby Amarantos, Felipe Cordeiro e Dona Onete

Agende-se

Data: hoje, 21 
Hora: a partir das 13h
Local: Praça Dom Pedro II

Atrações:

13h- Apresentação Arraial da Pavulagem
14h- Dj Pedrita
14h40- Abertura do Palco e Boas Vindas
15h- Forró dos Garotos Apyãwa: Grandão Vaqueiro e Viviane Batidão
16h- Gean Pankararu: Naeime e Karina Buhr
17h- Owera: Xamã
18h- Ato político cultural
18h30- Thaliny Maxim Karajá: Zaynara e Fafá de Belem
19h30- Eric Terena e Jeff Moraes
20h30- Suraras do Tapajós: Gaby Amarantos, Felipe Cordeiro e Dona Onete

 

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Cultura
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA