Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Zezé Di Camargo grava DVD solo e traz Wanessa como convidada

Repertório, cenografia e coreografia primam pela multiplicidade em espetáculo que põe até o cantor para dançar

Bruna Dias

Fruto de um trabalho iniciado no confinamento imposto pela pandemia em sua fazenda em Goiás, o novo DVD de Zezé Di Camargo traz o irmão de Luciano em versão solo, tendo a primogênita, Wanessa, como convidada. “Rústico”, nome que já batizou o EP do cantor em Goiás, também em versão solo, destaca-se pela pluralidade de um repertório com 27 canções, sendo 7 inéditas e 20 releituras, agora com gravação em São Paulo, no Villagio JK, no próximo dia 08 de julho.

“O repertório foi escolhido por mim, tem as sugestões do meu produtor, o Felipe Duram, dicas do meu irmão Emanoel, mas o repertório, principalmente nas regravações, foi de músicas escolhidas por mim”, atesta Zezé Di Camargo. “Eu gosto de cantar o que me emociona, então este repertório está bem assim. Mesmo as músicas que foram indicadas por outras pessoas são as que me emocionam muito”, conclui.

VEJA MAIS

Netflix negocia continuação da série sobre a família Camargo, revela Zezé di Camargo
Em entrevista ao Instagram de O Liberal, o sertanejo falou sobre o show que fará em Belém, no sábado, 11.

Zezé Di Camargo fala sobre carreira solo: 'as pessoas pensam que só tenho que cantar com Luciano'
O artista desabafou durante entrevista em um programa de TV

Assim, foi a partir da sensação de que ele selecionou uma playlist que não discerne gênero e prima por um gosto pessoal, que a cenógrafa Ludmila Machado criou como cenário uma caixa de espelhos que reproduz a imagem do cantor em reflexos rumo ao infinito. “Fiquei pensando que é o Zezé sozinho, mas é o Zezé plural, são vários Zezés no palco. Então eu falei: ‘nossa, é Zezé no espelho’, o sentimento que eu fiquei foi de replicar esse Zezé ao infinito”, ela explica.

O artista também estará no meio do público, com um palco que obedece à intenção de colocá-lo em cena em um espaço que vai permeando a plateia, sem distinguir boca de cena e o fundo da casa, em uma linha divisória quase imperceptível entre ídolo e fãs.
“Tem muita música inédita, estamos preparando para trabalhar em tudo, além de alguns clássicos da minha carreira e da minha vida, tem canções inéditas para trabalhar, tocar no rádio… Coisas bem bacanas, e com a qualidade com que sempre gravei e como sempre preservei. Músicas que têm a ver comigo”, confessa.

A presença de Wanessa, explica o astro, tem o objetivo de dar seguimento a um trabalho já feito em dupla entre os dois, o “Pai e Filha”. “Nós gravamos coisas maravilhosas e eu pensei: ‘Pôxa, ter a minha filha como convidada especial no DVD é um presente’. Ela escolheu duas canções, é a única participação que eu tenho no DVD e a intenção foi essa: homenageá-la como a grande cantora que ela é hoje.”

Zezé explica ainda que o novo trabalho tem um viés moderno. “Não é por se chamar ‘Rústico’ que precisa ser simples, acho que pode ter um simples com bom gosto e sofisticado, e o ballet pegamos pessoas do Street Dance e pessoas que dançam todos os gêneros musicais, não escolhemos exatamente um ritmo específico, misturamos vários estilos.”

O elenco conta com dançarinos de jazz, street dance e hip hop. Felipe Moura e Jéssica Braga assinam a coreografia e a direção de movimento, sendo que Jéssica é também preparadora corporal de Zezé Di Camargo.

“A escolha pelo nome ‘Rústico’ para São Paulo é porque a intenção da gente realmente é transformar esse projeto em uma Label, em que ele possa “mostrar artistas sertanejos de outras épocas, artistas que cantam no repertório mais sertanejo, mais raiz, mais rústico”, explica Zezé. “Realmente, o mercado está precisando da música sertaneja, boa parte da música sertaneja de verdade, que há um vácuo aí".

“Quando a gente canta um modão”, prossegue, "nesse sentido, a gente vê a reação das pessoas, é claro que o disco inteiro, o DVD inteiro, não é só isso, tem coisas atuais, com arranjo moderno atual, mas ele traz uma maneira de cantar e de arranjos que tem a ver com a época dos anos 90.

“Para mim, é uma honra gigantesca estar produzindo esse projeto maravilhoso, no qual eu tive a oportunidade de estar junto com Zezé no nascimento do trabalho, que foi construído com a gente junto, lá na fazenda, despretensioso, com os vídeos no Youtube”, conta o produtor musical Felipe Duram.

“Depois fizemos um pocket de cinco músicas, que eu produzi também. Eu que já tenho um histórico maravilhoso com Zezé e Luciano, desde ‘Sonho de Amor’ e ‘Flores em Vida’, estar produzindo esse projeto da nova fase do Zezé é indescritível”, conclui o produtor.

O REPERTÓRIO

Abertura: “É O Amor”
Bloco1: “Fera Mansa”, “Menina Veneno”, “Vivendo por Viver”, “Saudade Bandida”, “Boa Noite”, “Noite Fria”, “Frente Fria”
Bloco 2: “Faz Mais uma Vez”, “Me Leva pra Casa”, “A Cada Volta, um Recomeço”, “Dou a Vida Por um Beijo”, “Te Vi Bebi”.
Bloco 3: “Banalizaram”, “Indiferença”, “Sem Medo de Ser Feliz”, “Pra Não Pensar em Você”, “Abraça-Me”, “No Dia em que Saí de Casa”. Com Wanessa: “Daqui a 20 Anos”, “Difícil é Controlar a Paixão”.
Bloco 4: “35 Latas”, “Vou Ter que Tomar Uma”, “Na Hora H”, “Meu País”, “Eu Duvido”, “Dois Corações e Uma História”, “Você Vai Ver” e “Pão de Mel”, “Sentimento Anestésico”, “Caipira Nato”.
Final: “Flores em Vida”

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA