Gusttavo Lima se manifesta pela primeira vez após acusação de compositor

Autor alega que o cantor utilizou-se indevidamente dos direitos autorais de 'Fora do Comum'

Redação Integrada

Gusttavo Lima se pronunciou pela primeira vez, após o compositor André Luiz Gonçalves, conhecido como De Luca, mover uma ação contra o artista. O autor alega que o cantor utilizou-se indevidamente dos direitos autorais de sua composição 'Fora do Comum', um dos sucessos na voz do sertanejo., 

Por meio da sua assessoria, Gusttavo Lima declarou que "a música foi feita em parceria com Gonçalves, que recebeu 50% dos direitos autorais da faixa". Ele disse ainda que o processo "já foi sentenciado e julgado extinto em desfavor do compositor, que interpôs recurso de apelação e aguarda julgamento". Sobre as acusações, a assessoria do artista disso que tratam-se de "afirmações infundadas". 

De Luca entrou na justiça pedindo uma indenização de R$ 20 milhões, afirmando que Gusttavo Lima não teria cumprido com o acordado entre os dois. "Ele me chamou pra fazer uma parceria. Ele pediu pra eu gravar a música e mandar pra ele. Registrei a música e mandei pra ele. Passou uns dias e ele me ligou dizendo que só gravaria se eu aceitasse fazer uma sociedade com ele", declarou  em entrevista à colunista Fábia de Oliveira, do Jornal O Dia. 

"Eu, de boa-fé, achei que ele só acrescentaria o nome dele na composição, mas ele foi lá e editou metade da música e registrou como 50% sendo de autoria dele. Pra não perder tudo, eu fui em outra editora pra registrar os meus 50% e não deixar de receber, porque quando eu fui registrar 100% da música no meu nome, ele já havia feito o registro de metade", acrescentou.

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA