Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Marília Mendonça é homenageada através de tributo da “Siga Canto” neste sábado

Show "Uma mulher chamada Marília Mendonça" relembra sucessos da eterna rainha da sofrência

Thainá Dias

A cantora Marília Mendonça deixou saudade na vida de muitas pessoas, desde que faleceu de forma precoce, após um acidente aéreo em 2021. Após uma grande comoção com a partida da cantora, o centro de formação de cantores “Siga Canto” irá realizar um tributo em sua homenagem, no sábado (09), a partir das 19h30, no Teatro do Sesi, em Belém. O show intitulado “Uma mulher chamada Marília Mendonça reúne romantismo, empoderamento feminino e muitas lembranças de uma das maiores vozes do país.

Segundo a diretora da Siga Canto e organizadora do evento, Renata Del Pinho, “a ideia surgiu a partir de uma comoção muito grande que teve por parte dos nossos alunos cantores em formação, após a morte da Marília Mendonça. Então decidimos fazer essa homenagem para que eles expressassem esse amor através da música. O público vai poder se emocionar junto com os nossos alunos, por meio dos grandes sucessos desse fenômeno da música brasileira. O show é em formato de duetos homenageando também o próprio universo da música sertaneja”, explicou.

A diretora ressalta que um grande desafio para os alunos foi equilibrar a razão e a emoção nas músicas de Marília. “Nosso desafio foi conseguir trabalhar razão e emoção com os alunos para que eles consigam cantar sem deixar que a emoção o impeçam de executar todas as músicas. Produzir um evento sem patrocínio não é tão fácil, precisamos acreditar no projeto e graças a Deus, restam poucos ingressos apenas”.

O show traz uma playlist com alguns dos maiores sucessos da cantora como "Eu sei de Cor", "Ciumeira", "Infiel", "De quem é a culpa" e "Troca de Calçada". As canções serão apresentadas pelos 28 alunos-cantores da Siga Canto. ““Nós nunca estivemos tão necessitados da arte, é o que nos mantém vivos. Sem a arte, não seríamos nada, então a arte sempre influencia a vida das pessoas. Então nesse momento delicado, de muitas perdas em razão da covid-19, de tragédias como essa que aconteceu com a Marília, a arte nos traz esse conforto, nos preenche e renova nossas esperanças. A música é um instrumento poderoso de transformação”, afirmou Renata.

A aluna Hellen Sousa, que já atua na Siga Canto desde 2019, é uma das cantoras do espetáculo. Ela não esconde a ansiedade em subir no palco. “Eu já participei de vários shows da ‘Siga Canto’ e da banda de rock da qual eu sou vocalista. Mas a sensação de nervosismo e ansiedade tomou conta de mim. É uma grande honra homenagear uma mulher que fez tanto pela música e que deixou um legado de que nós também podemos romper barreiras. As músicas da Marília eram sobre nós. Os relacionamentos amorosos vistos pela nossa ótica. Essa representatividade em forma de música me fascina. Ela nos deixou, mas ao ouvir as músicas dela, eu sinto como se ela ainda estivesse presente. E ela está", destacou.

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA