Juliana Paz começa manifesto na web contra o goleiro Bruno

A atriz lançou a hashtag #meuídolonãoéfeminicida

Redação Integrada, com informações do Metrópoles

Juliana Paes viralizou na internet após se posicionar contra o goleiro Bruno. A atriz disse ter ficado inspirada pelo discurso de Jéssica Senra, que criticou o Fluminense de Feira por querer trabalhar com o atleta.

Em sua rede social, Juliana lançou a hashtag #meuídolonãoéfeminicida; Veja:

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#meuídolonãoéfeminicida Nessa segunda-feira @jessicasenra me surpreendeu e me comoveu com a sua coragem, ousadia e inteligência ao defender seu posicionamento contra um clube de futebol que desejava contratar o goleiro Bruno, condenado por um crime bárbaro de assassinato à mãe de seu filho. Eu como mulher, e defensora da causa da violência contra a mulher, queria dizer que estou muito orgulhosa de você @jessicasenra . E queria convidar todos meus seguidores, pessoas e marcas, a verem o vídeo completo do seu discurso (link nos meus stories) e compartilharem uma foto nos seus perfis com a hastag #meuídolonãoéfeminicida para que mais pessoas vejam dessa história. Já viram isso @dedesecco , @mariajoana , @sabrinasato , @juliannetrevisol , @agathaamoreiraa ?

Uma publicação compartilhada por Juliana Paes Actress Brazil (@julianapaes) em

 

“Nessa segunda-feira, Jéssica Senra me surpreendeu e me comoveu com a sua coragem, ousadia e inteligência ao defender seu posicionamento contra um clube de futebol que desejava contratar o goleiro Bruno, condenado por um crime bárbaro de assassinato à mãe de seu filho“, escreveu.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA