'Fico te devendo uma carta sobre o Brasil' foi premiado em Amsterdã

O documentário conta a história da família Benjamin durante a ditadura

Redação Integrada

O 32ª Festival Internacional de Documentário de Amsterdã (IDFA) premiou o documentário brasileiro “Fico te devendo uma carta sobre o Brasil”, de Carol Benjamin. A produção é compartilhada por ela junto com Rita Toledo e Leandra Leal. A produtora é a Daza filmes, com coprodução Canal Brasil, VídeoFilmes e Muiraquitã Filmes.

Carol estreia na direção de longas-metragens com o drama da família dela, que sofreu perseguições durante a ditadura militar no Brasil. O pai da cineasta, César Benjamin, foi preso aos 17 anos de idade, em 1971, por motivação política, pelo período de cinco anos, dos quais ficou três anos e meio na solitária. Essa situação levou a mãe de César, Iramaya Benjamin, a se tornar uma militante da anistia.

Por anos, o assunto foi um tabu na família. Mas ao se aprofundar na história de luta e de dor do pai e da avó, Carol se entrelaça com a história do país. O filme narra o silêncio usado pelos parentes na tentativa de apagar as memórias.

A narrativa se inicia em Estocolmo, na Suécia, onde César permaneceu exilado por dois anos após deixar a prisão. Lá, a diretora também encontra Marianne Eyre, membro da Anistia Internacional desde 1966, com quem Iramaya trocava correspondências e de quem se tornou amiga. Ao longo do filme são narradas leituras das cartas, além de fotografias e imagens raras de arquivos, incluindo o reencontro de César com o irmão Cid, outro exilado.

"Este é um reconhecimento muito relevante para a carreira do filme, pois o IDFA é o maior e mais importante festival de documentários do mundo. Mas, mais importante do que o reconhecimento de um júri internacional, é conseguir fazer o filme de fato chegar até o público e abrir debates profícuos no Brasil. Eu faço cinema porque acredito sinceramente que é uma poderosa ferramenta para intervir na realidade do nosso país, construindo novas memórias e despertando novos sentimentos nas pessoas", contou a diretora.

 

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA