Estação das Docas oferece programação em homenagem ao Dia do Músico

Show de Alexandre Fagundes será nesta quinta-feira e na sexta tem carimbó com o grupo Uirapuru

No dia 22 de novembro é comemorado o Dia do Músico. Esta data homenageia os artistas que interpretam melodias e harmonias que encantam a humanidade há milhares de anos. A data também marca as homenagens a Santa Cecília, padroeira dos músicos.

Para celebrar a data o cantor paraense Alexandre Fagundes faz um show gratuito especial no Armazém 3 da Estação das Docas dentro do Projeto Cantando na Orla, nesta quinta-feira, 21, a partir das 17h. A apresentação se repete nos dias 23 e 30, no mesmo local.

Alexandre Fagundes iniciou suas atividades musicais em meados de 2005, quando alguns amigos se reuniram para formar uma banda de garagem, para tocar as vertentes do rock que cresceram ouvindo. O cantor assumiu os vocais, dando assim início à sua carreira musical, passando por vários estilos musicais, como: MPB, Pop Rock, Reggae, Forró, Sertanejo entre outros.

Com o passar do tempo começou a trabalhar em seu projeto solo tocando em bares, pubs, casas de shows, com as mais variadas influências. Ele também iniciou projetos de composições em português, com letras que falam sobre as relações humanas e sociais adicionando estilo próprio à sonoridade.

Atualmente o cantor paraense trabalha na gravação do em seu primeiro EP intitulado "Da memória, ao coração" junto com seu amigo Wanderson Costa. O trabalho autoral, será lançado no início de 2020, é o primeiro da nova etapa da carreira de Alexandre Fagundes, que ainda integra a banda Tio Chico S/A, grupo do qual ele é líder há 12 anos.  “Tem sido demais essa nova experiência e a receptividade do público está incrível. Estou felizão com essa nova fase”, garante.

Carimbó

Nesta sexta-feira, a programação pelo Dia do Músico segue com o Grupo de Expressões Parafolclóricas Uirapuru, dentro do Projeto Pôr do Som, a partir das 18h30, na Orla do Armazém 3. A apresentação dará continuidade à programação alusiva ao Dia do Músico, comemorado em 22 de Novembro.

No repertório, o público vai conferir carimbós feitos especialmente para o Grupo Uirapuru: Ver Belém e Vestido Estampado, além do Samba de Roda, ritmo típico da Bahia. Criado há mais de 30 anos, o Grupo Uirapuru surgiu das aulas de "Treinamento Folclórico" ministradas no Instituto de Educação Estadual do Pará (IEEP).

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA