Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

TRT8 promove experiência unindo cinema e direito em projeto

As atividades foram desenvolvidas durante todo o ano, e fecham 2021 com exibição do filme 'O Beijo 2348/72'

O Liberal

Criado em 2016, como uma iniciativa piloto, o projeto "Cine EJUD8" se consolidou como uma ação inovadora dentro do Poder Judiciário, unindo  o cinema e o direito. Idealizado pelo juiz do Trabalho Vanilson Rodrigues, ainda quando o magistrado era acadêmico do Curso de Cinema e Audiovisual na Universidade Federal do Pará, o projeto objetivava promover o diálogo acerca dos temas tratados nos filmes, selecionados a partir da curadoria feita pelo juiz. "O Cine EJUD8" vem com essa proposta da exibição de filmes temáticos relacionados às questões do Direito, Justiça Trabalhista, Direitos Humanos, novas tecnologias, e sempre seguido por um debate com convidados e magistrados", relata.

Em 2019, foram realizadas modalidades presenciais no curso de formação dos novos juízes do TRT8, e, em 2020, com o advento da pandemia do Covid-19, a programação passou a ser realizada na modalidade telepresencial, seguindo dessa forma até os dias atuais.

"A ideia é exatamente passar a ter um olhar um pouco mais amplo sobre o Direito. E o cinema tem essa vantagem de colocar a gente na cena, na pele do personagem, do protagonista, do vilão, enfim, transferir essas emoções e fazer com que a gente desenvolva um outro olhar sobre o Direito, também exercitar um pouco a empatia. E foi a partir dessa experiência como acadêmico com curso de cinema e também a experiência vitoriosa que tivemos na EJUD8, e muito bem recepcionada, que o projeto foi implementado. Nós inclusive fomos convidados para fazer da mesma forma em outros tribunais. O TRT8 inovou a fazer o cine EJUD8, me orgulho muito desse projeto ", diz o curador.

Ele também relembra a sessão realizada no TRT10, com sede em Brasília e
jurisdição no Distrito Federal e Tocantins. "Para os magistrados do TRT 10, exibimos o filme 'Pureza', que ainda não foi lançado, e quando voltamos para a sala, tinha vários colegas chorando copiosamente, impactados pela emoção que o filme trouxe. Óbvio que todos nós, como operadores do Direito, temos conhecimento do tema do filme, que é o trabalho escravo, pois o filme narra a história de uma mãe que vai atrás do seu filho e acaba sendo refém do trabalho escravo na Amazônia. Foi uma experiência muito impactante e grandiosa como profissional do cinema, como magistrado em saber do poder que a arte pode despertar nas pessoas".

Os magistrados que integram a Escola Judicial do TRT8 "receberam com muito entusiasmo a programação do "Cine EJUD" e agora quando assistem filmes, veem com outros olhos, permeando a lente do Direito", conclui o juiz do Trabalho que será empossado como titular da Vara do Trabalho de Redenção (PA).

O projeto "Cine EJUD8" encerra suas atividades neste ano nesta quinta-feira (25), com exibição do filme 'O Beijo 2348/72' a partir das 14h. Após a exibição, a programação - que se realiza em formato telepresencial - segue com debate que contará com a participação do desembargador Gabriel Velloso Filho e do juiz do Trabalho, Deodoro Tavares. Vanilson explica que na última sessão do ano o filme é baseado em fatos reais. "O filme é da década de 70, uma comédia, mas que toca um pouco na questão da Justiça do Trabalho. Para o ano de 2022 iremos continuar sim o projeto do Cine EJUD8, que já conta com uma relação de filmes", conta.

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA