Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Dupla Israel e Rodolffo é acusada de lançar música que faz 'apologia ao estupro'

Rodolffo, que também é ex-BBB, respondeu dizendo que é 'uma música alegre, descontraída, para as pessoas se divertirem cantando'

O Liberal

A música “Dar Uma Namorada”, da dupla Israel e Rodolffo virou alvo de uma polêmica após a psicanalista e doutora em psicologia Manuela Xavier apontar na letra da canção uma “apologia ao estupro”. Por meio do Instagram, ela postou um vídeo de repúdio à música. As informações são do portal Popline.

O vídeo da publicação do sábado (20), tem pouco mais de cinco minutos, onde a psicanalista divulga dados sobre o crime de estupro no Brasil. “Vejam bem, eu, uma mulher, não posso fazer uma denúncia sobre a cultura do estupro que faz uma de nós vítima a cada 8 minutos; mas Israel e Rodolffo, dois homens brancos, podem cantar que ‘me atiçou vai ter que dar uma namorada’”, diz um trecho da legenda do post.

Leia o que Manuela Xavier escreveu no vídeo

“A música conta a história de um desenrole entre um casal e ele fala assim ‘me atiçou, vai ter que dar uma namorada’. Essa música, escrita hoje em 2021, com a mentalidade de 1920, diz que se a mulher for estuprada a culpa é dela, porque ela atiçou, ela provocou. Qualquer semelhança com ‘qual era a roupa que ela usava’, ‘mas ela estava pedindo’, ‘mas ela estava fazendo doce’, qualquer semelhança com isso não é mera coincidência. A música lançada ontem pela dupla Israel e Rodolffo é uma apologia clara ao estupro. Portanto, eu faço esse vídeo hoje para dizer que a realidade do estupro no Brasil não é isso que acontece em uma rua escura com um homem mascarado munido de uma arma, não é. O estupro no Brasil, em 80% dos casos, a vítima conhece o seu agressor e isso é muito sério, isso mostra que o perigo está dentro das nossas casas, isso mostra que os homens não nos respeitam”.

“Então eu faço esse vídeo para você, mulher, que talvez já tenha vivido uma violência sexual e que acha que a culpa é sua e que acha que você sofreu essa violência porque não soube dizer não ou porque a roupa estava muito curta, saiba que em uma relação de duas pessoas ‘não é não’”.

Resposta

Na publicação, Rodolffo, que também é ex-BBB, respondeu à psicanalista:“Boa noite, Manuela. Tudo bem? Olha, primeiramente eu acho que você está exagerando nas observações, pois a gente faz música para homem e para mulher, uma mulher pode cantar para um homem essa letra,ela é unissex. É uma música alegre, descontraída, para as pessoas se divertirem cantando. Sou totalmente a favor da causa, estou com você. Agora vir criticar o meu trabalho induzindo as pessoas a pensarem que é uma música machista, não. Foi feita para a mulher cantar também”.

A estudiosa rebateu dizendo: “Rodolffo, você se equivoca DUPLAMENTE. Eu sou uma mulher. Eu sei o que é cultura do estupro. Não será VOCÊ, um homem, a me dizer o que é ou não machista, até porque isso seria MUITO machista, concorda? Converse com mulheres. Converse com coletivos feministas. Nesse vídeo eu explico perfeitamente o por que dessa música ser um erro. Gaste 5 minutos do seu tempo e aprenda”.

Confira a letra de “Dar Uma Namorada”

Toma cuidado com o que você anda falando
Na hora H
De acordo com a lei dos solteiros
Cama não é local pra se declarar

Tudo que cê tá falando
Pode ser usado a favor de você
Já pensou se acredito e me apego
Não vai ter pra onde correr

Cê não vai, me iludir de graça
Me atiçou, vai ter que dar uma namorada
Se não ta querendo rolo, então não caça
Me atiçou, vai ter que dar uma namorada

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA