“Cores da Fé” mostra os vários percursos do Círio

Exposição abre às 19h30, nesta quarta (5) e vai até 5 de novembro no 1º Piso do Shopping Bosque Grão - Pará

Bruna Lima

Paraenses e turistas vão poder acompanhar todo o roteiro do Círio e das demais programações de forma diferente e cheia de cor por meio da exposição "Cores da fé", que traça o caminho dos romeiros desde as primeiras manifestações da festividade até o dia dos fogos do Recírio.

A exposição é um trabalho em conjunto do fotojornalista Tarso Sarraf e da artista plástica Rose Maiorana. A exposição começa nesta quarta-feira (5) e vai até o dia 5 de novembro, no 1º piso do Shopping Bosque Grão- Pará.

Rose Maiorana explica que a técnica usada é conhecida por intervenção de pintura sobre fotografia e que deu início com a parceria com o Tarso Sarraf por meio de algumas conversas e trabalhos anteriores à exposição "Cores da fé". "Em outra exposição que fiz dei início com a técnica e gostei. E como o Bosque Grão-Pará concedeu esse espaço para fazer essa exposição com a temática do Círio conversei com o Tarso e demos início ao trabalho", explica a artista.

O fotojornalista e coordenador de audiovisual de O Liberal, Tarso Sarraf, explicou que fez um recorte do seu acervo de fotografia de diferentes anos com a preocupação de escolher imagens que abordam todas as programações da Festividade do Círio de Nazaré. A ideia é que o visitante possa visitar a exposição e acompanhar as etapas do Círio.

"Eu tive o cuidado de selecionar fotos que mostram os vários percursos que fazem parte da programação do Círio, pois para muita gente acha que só existe o domingo do Círio. A exposição surge com a ideia de mostrar os romeiros caminhando nas estradas em direção à Basílica, de mostra apresentação do manto, o círio fluvial, o traslado pelas ruas, a descida do Glória, Arraial do Pavulagem, a trasladação, do Círio e até chegar aos fogos do Recírio, ou seja, todo o passo a passo", explica Tarso Sarraf.

A partir das imagens, a artista plástica Rose Maiorana criou uma nova arte tendo o cuidado de manter a essência do trabalho inicial. "É um trabalho diferente e também feito em parceria. Em todo momento eu e a dona Rose trocamos ideias com relação a escolhas das imagens, as cores usadas nas fotos e entre outras etapas que formam a exposição", completa o fotógrafo.

Além da exposição, a artista plástica vai aproveitar o momento para expor outros materiais com a temática do Círio. Vão ter imagens de Nossa Senhora de Nazaré em gesso com pinturas originais e entre outros símbolos e lembranças que representam a maior festividade religiosa do estado,qque pode ser consumida pelo público.

Artistas

Além de atuar como diretora comercial do Grupo Liberal, Rose Maiorana sempre reservou uma parte do seu tempo para se dedicar ao hobby da arte. Tudo começou ainda criança, aos 12 anos de idade, quando foi incentivada pelos pais. "Eu pedi para minha mãe para fazer aula de arte e fiz um curso com Benedito Melo, artista conceituado. Fiz um ano, mas depois de um tempo precisei dar um tempo por causa dos estudos", disse.

Mas depois da fase de estudos, veio casamento, filhos e esse amor pela arte ficou um pouco de canto. Até que depois de alguns anos parada resolveu retomar com a prática e se tornou aprendiz de Marinaldo Santos.

"Conheci o Marinaldo por meio da primeira edição do Arte Pará, ele foi o ganhador do prêmio e durante esse contato pedi para ele me dar aulas e nesse período recomecei", fala Rose sobre sua trajetória. Esse ano, é a terceira exposição que a artista promove com suas obras.

Graduada em Publicidade e Propaganda e em Administração e Empreendedorismo, Rose Maiorana diz que o encanto pela pintura lhe acompanha ao longo dos anos, conciliando com a vida profissional no Grupo Liberal, onde passou pelo Classificados e, aos 18 anos, assumiu a Diretoria Comercial, cargo ocupado até hoje.

Tarso Sarraf começou a fotografar desde os 14 anos de idade e se especializou em fotojornalismo. Esse ano, completa 30 anos que ele faz a cobertura do Círio de forma ininterrupta. "Para mim, o Círio é um dos maiores eventos religiosos. Apesar de não ser católico, é uma programação que adoro cobrir e acompanhar. Uma das fotos que levo para a exposição retrata um romeiro que ficou muito conhecido na década de 90. Ele carregava caranguejo e pagava a promessa", pontua.

Tarso é vencedor de 16 prêmios, entre locais e nacionais, e teve duas vezes foto no cartaz oficial da Diretoria da Festividade de Nossa Senhora de Nazaré, sendo uma das vezes em parceria com o fotógrafo Fábio Pina.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA