Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Conselho Brasileiro de Dança da Região Norte promove encontro em Belém

A programação é para celebrar o Dia Internacional da Dança e está dividida nos dias 29 e 30 de abril entre o Espaço Cultural Polo Joalheiro e a Escola de Dança Clara Pinto.

Bruna Lima

Como forma de celebrar o Dia Internacional da Dança e debater sobre melhorias para o gênero artístico, o Conselho Brasileiro de Dança da Região Norte promove dois dias de evento incluindo oficinas, apresentações e workshops. A programação está dividida nos dias 29 e 30 de abril entre o Espaço Cultural Polo Joalheiro e a Escola de Dança Clara Pinto.

A bailarina Clara Pinto é a delegada do Pará e vice-presidente do conselho. Ela explica que, atualmente, o conselho trabalha pela capacitação dos professores para que a educação da dança tenha maior qualidade no ensino. Além disso, o outro foco é de motivar a filiação dos profissionais da dança para que tenham vantagens tanto no Brasil como também fora do país.

"Nossas atividades não visam valor financeiro, elas focam em trabalhar o crescimento da dança. E essa programação serve justamente para debater e comemorar o Dia Internacional da Dança", destaca a bailarina.

Nesta sexta (29), a programação vai ocorrer na Escola de Dança Clara Pinto com o encontro de grupos de dança tanto da capital paraense como também de outros municípios do estado. Os grupos vão poder participar de duas oficinas, sendo uma para debater sobre a expressão do corpo no palco. E também a oficina de samba.

No Polo Joalheiro São José Liberto os grupos de dança vão se apresentar e participar de uma avaliação e o resultado vai indicar os três melhores grupos com o recebimento de troféus e brindes.

"Aproximadamente 40 grupos se inscreveram para participar dessa programação e estou muito feliz, pois é uma forma de harmonizar e trabalhar em conjunto para que a arte da dança cresça ainda mais e a gente consiga chegar em novas plateias", pontua Clara Pinto.

No sábado (30), a programação continua com apresentações do grupo. Clara Pinto sobre o projeto "Calçada da Dança", que fica na frente de sua escola. "É uma calçada onde vários dançarinos de renome já passaram, dançarinos nacionais e internacionais", pontua. 

Na calçada os grupos vão se apresentar e promover interação com o público que quiser para e conferir a arte dos dançarinos. "Eu inaugurei a calçada em dezembro do ano passado e venho promovendo essas apresentações de grupos. É uma forma de movimentar e mostrar a arte para o público", pontuou a bailarina.

O encontro é uma espécie de pré-Fida (Festival Internacional de Dança da Amazônia), que ocorre entre 19 e 23 de outubro. Clara Pinto pontua que já atua no gênero da dança há mais de 50 anos e todas essas atividades têm o intuito de fazer com que o público se acostume a assistir espetáculos de dança como forma de inclusão. "A nossa ideia é de massificar e democratizar cada vez mais a dança", acrescenta a bailarina.

Para maiores informações sobre o evento é só acessar as redes sociais do Festival Fida.

Sobre Clara Pinto

A bailarina e coreógrafa, Clara Pinto, deu início nos seus estudos com dança, tendo onze anos de idade, sendo aluna de Augusto Rodrigues, 1957.

Participava das aulas e quando chegava em casa, repetia todos os exercícios em frente ao espelho, esse interesse pela dança foi crescendo, foi se dedicando e após tornou-se uma das alunas exemplares de Augusto.

Na cidade do Rio, ela foi convidada a participar das aulas ministradas por Eleonora Oliose e Tatiana Leskova, uma oportunidade para Clara aprimorar seus conhecimentos no que diz respeito à técnica do Balé Clássico. Com Rodrigues, seu aprendizado foi dentro do método Vaganova e depois seguiu interiorizando outras metodologias.

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA