Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'Eternos' traz o primeiro super-herói gay da Marvel

Filme, que chega aos cinemas em novembro, apresenta também a primeira atriz surda do estúdio

Agência Estado

O Universo Cinematográfico Marvel cumpriu sua promessa e trouxe o primeiro super-herói gay em "Eternos". O filme, que chega aos cinemas do Brasil em novembro, irá apresentar novos personagens na Fase 4, entre eles Phastos, que será interpretado pelo ator Bryan Tyree Henry. O estúdio já havia sinalizado em 2019 sua intenção em criar um super-herói gay em seus próximos filmes.

Em entrevista recente ao "ScreenRant", o produtor de "Eternos", Nate Moore, contou que irá abordar a homossexualidade do novo herói de "forma natural" e esse não é o "tópico central do personagem", conforme afirmou.

A intenção dos idealizadores do filme é retratar a sexualidade de Phastos sem que o super-herói "passasse muito tempo segurando uma placa sobre isso, porque a sexualidade é apenas parte de alguém", ressaltou Moore.

"Na vida, a sexualidade não é a história completa de ninguém. Sim, nós achamos que isso não precisa representar toda a sua história. Achamos que, desse jeito, fica mais real... A gente se torna um melhor contador de histórias se colocamos isso (a homossexualidade) apenas como parte de quem alguém é. Então, sim, essa questão é uma parte importante do filme, mas o filme não é sobre isso. O filme é sobre quem o personagem é", concluiu o produtor.

No longa-metragem dirigido por Chloé Zhao (do premiado "Nomadland"), o super-herói Phastos é casado com o personagem interpretado por Haaz Sleiman, e eles têm um filho. "Eternos" mostrará o primeiro beijo gay masculino da Marvel.

Em entrevista coletiva, Haaz Sleiman contou que a equipe se emocionou quando os personagens se beijaram durante as filmagens do filme. "E é um lindo e muito emocionante beijo", revelou. "Todo mundo chorou no set. Para mim, é muito importante mostrar como uma família gay pode ser amorosa e bonita".

Inclusão tem também atriz surda

Lauren Ridloff, 43, é a primeira atriz surda a trabalhar em uma produção da Marvel Studios. Conhecida por seu papel como Connie em The Walking Dead, ela irá interpretar Makkari no longa. Em entrevista ao jornal New York Times, Lauren falou sobre sua experiência no set de filmagens na produção de super-herói da Marvel.

Ridloff contou que enfrentou seus medos em um grande set de filmagem. "Eu cheguei no set acreditando que eu tinha que mostrar como era fácil trabalhar comigo, uma pessoa surda; eu estava preocupada sobre parecer ser muito frágil. Mas depois de trabalhar com os outros, eu me dei conta de que todo mundo tem seu próprio amontoado de desafios, e que eu precisava pensar sobre o que entregar como atriz, e não se desculpar por isso."

Os desafios apareceram, como ser avisada de que entraria em cena quando estivesse de costas. "Em algumas cenas, eu tinha que estar de frente para uma parede. Como pessoa surda, como você me avisa que chegou na minha parte?".

Ela contou que a solução veio da colega de elenco, Angelina Jolie. "Chegou um momento em que eu estava dividindo minhas frustrações com a Angie [Angelina Jolie] em uma festa, num feriado, depois de um dia de filmagens. E ela imediatamente fez uma sugestão: ‘por que nós não usamos uma caneta de ponta de laser para fazer um círculo na parede que os efeitos especiais podem apagar com facilidade?’. Foi um momento ‘Aha, wow’. Toda vez que eu estava virada para a parede, os intérpretes usavam uma caneta de laser para fazer um círculo na parede: ‘rodando, rodando, rodando’, e quando ele sumia isso significava, ‘ação'".

Lauren se mostrou otimista quanto à inclusão de outros atores com impossibilidade ou dificuldade de ouvir nos sets de filmagem. "Hollywood finalmente está descobrindo porque é tão importante ter representação, e o como fazer isso. […] Precisamos ter roteiristas surdos e talento criativo envolvido no processo dentro e fora dos palcos", explicou ela. "Isso leva a uma representatividade mais autêntica nas telas", concluiu.

Makkari foi um de três personagens que tiveram seu gênero trocado no filme, além de Ajak, interpretado por Salma Hayek (Frida Kahlo) e Sprite, papel de Lia McHugh (O Chalé).

A história é a continuação do filme Vingadores: Ultimato, onde os Eternos - uma raça alienígena imortal escondida no planeta Terra há milhares de anos - vai proteger os humanos dos malvados Deviantes.

Cinema
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM CINEMA

MAIS LIDAS EM CULTURA