Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Cine Educação + Esporte exibe filmes e live com medalhista Marta Sobral

Entre os filmes exibidos pelo festival, a partir desta terça, 20, está uma produção da Rádio Margarida.

Enize Vidigal O Liberal

A mostra on-line Cine Educação + Esporte, do festival gratuito Cine Educação 2021, abre nesta terça-feira, 20, com exibição gratuita de filmes e bate-papo ao vivo com a jogadora de basquete e medalhista olímpica Marta Sobral na abertura da programação. Entre os filmes a serem exibidos está “Documentando Direitos: o esporte como um direito”, documentário da ONG Rádio Margarida em parceria com a secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República. A mostra segue até a sexta-feira, 23, no canal do Youtube do Cine Educação.

Desde 2018, o Cine Educação promove atividades gratuitas de educação e cultura. Este ano, o festival homenageia o Centenário de Paulo Freire, porém, adaptado ao formato virtual em razão da pandemia. E, nesta primeira de uma série de atividades, se dedica ao tema do esporte em razão da proximidade das Olimpíadas de Tóquio.

Na live de abertura, às 19 horas, Marta Sobral, pivô da seleção brasileira de basquete feminino vai dividir a mesa com o secretário Educação do município de Niterói, no Rio de Janeiro, Vinícius Wu; e com o coordenador da União Italiana Esporte para Todos (UISP), Paolo Beluzzi. O bate-papo será mediado pelos criadores do festival, o professor Afonso Celso Teixeira e o curador Bernard Brito.

Marta foi medalhista de ouro nos Jogos Pan-americanos de Havana, em 1991; de prata nas Olimpíadas de Atlanta, em 1996; e de bronze em Sydney, em 2000. “Este projeto resgata a história do esporte e seus ídolos, tão esquecidos no Brasil. Uma grande homenagem a todos nós, atletas, que de alguma forma conseguimos contribuir para o sucesso do Cine Educação”, destaca Marta com exclusividade para O Liberal.

Filmes

A partir das 10 horas da manhã desta terça, 20, será disponibilizado no canal do Cine Educação o documentário da Rádio Margarida, produzido pelo projeto Vento Norte, entre os anos de 2014 e 2016, sob a direção de José Arnaud e Mário Costa. Parte integrante da série “Documentando Direitos”, esse curta aborda a importância do esporte na vida de crianças e adolescentes nos aspectos da saúde física e mental e da vida social.

Também serão disponibilizados na programação de abertura o filme brasileiro “O Amanhecer do Atleta”, de Mário Kuperman, sobre as dificuldades enfrentadas pelos atletas na prática do esporte; e o documentário “A Felicidade é Azul, de Enza Negroni, produzido pela UISP, que narra a história de dois jovens imigrantes que se preparam para serem atletas de natação naquele país.

“Os filmes permanecerão disponíveis no canal do Youtube até a próxima segunda-feira, 26 de julho”, detalha Bernard Brito. “E depois vamos fazer mostras presenciais quando possível nas cidades que quiserem receber o projeto”, completa.

Ao longo da mostra serão exibidos vários curtas e médias metragens nacionais e internacionais sobre esporte, sempre ligados à educação, além de lives com produtores, professores de educação física, ex-atletas, pesquisadores e gestores de projetos.

“O objetivo do Cine Educação é levar o debate da educação para as telas de cinema. As duas primeiras edições (em 2018 e 2019) foram presenciais e, desde o ano passado, as atividades passaram a ser on-line. Queremos voltar às atividades presenciais quando todos estiverem vacinados”, destaca o curador.

Cinema
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM CINEMA

MAIS LIDAS EM CULTURA