Amado no Brasil, Terry Crews é 'cancelado' após apoiar ator envolvido em polêmica

Ator de 'Todo Mundo Odeia o Chris' e 'As Branquelas' tuitou em apoio a colega de profissão

"Deus te abençoe, Chris Pratt, por ter uma mente própria e suas próprias crenças", com esse tuíte, Terry Crews dividou opiniões na web, com pessoas que o elogiaram por defender o colega de profissão e outros que o repreenderam.

Além do ator famoso por seus trabalhos em comédia, Robert Downey Jr. e Mark Ruffalo também saíram em defesa de Chris Pratt, após o astro de Guardiões da Galáxia ser "cancelado" na internet, por, supostamente, apoiar o presidente Donald Trump e ter sido favorável a uma igreja anti-LGBTQ. 

"Que mundo ... Os 'sem pecado' estão jogando pedras em meu irmão, Chris Pratt ... Um verdadeiro cristão que vive por princípios, nunca demonstrou nada além de positividade e gratidão", disse Downey Jr., o Homem de Ferro do cinema.

Tudo começou quando a produtora produtora de televisão Amy Berg fez um post no Twitter com a foto dos quatros "Chris" do cinema americano: Chris Hemsworth, Chris Evans, Chris Pine e Pratt. "Um deles tem de ir embora", escreveu Amy, em uma grande brincadeira. Só que o tweet viralizou e acabou virando o cancelamento de Pratt, que, ao contrário dos outros três e de boa parte dos artistas de Hollwyood, não tem se manifestado sobre as próximas eleições americanas.

"Ele (Pratt) acabou de se casar em uma família que abre espaço para o discurso civil e (simplesmente um fato) INSISTE no serviço como o valor mais alto", afirmou Downey Jr., lembrando que Pratt é casado com Katherine Schwarzenegger, neta do ex-presidente americano John Kennedy, e filha de Arnold Schwarzenegger, opositor de Trump e ex-governador da Califórnia.

"Se você tem problemas com Chris... Eu tenho uma ideia. Exclua suas contas de mídia social, medite sobre seus próprios defeitos de caráter, trabalhe neles e, em seguida, celebre sua humanidade", disparou o astro.

Ruffalo também foi duro no Twitter. "Vocês todos, Chris Pratt é o homem mais sólido que existe. Eu o conheço pessoalmente e, em vez de lançar calúnias, veja como ele vive sua vida. Ele simplesmente não fala abertamente sobre política. Isso é uma distração, vamos manter nossos olhos no que importa, amigos. Estamos tão perto agora", pediu Mark, explicando que a polêmica em torno do amigo estava tirando foco da campanha eleitoral.

Pratt já negou apoiar a igrega Hillsong, após ser acusado por Ellen Page de ser favorável à postura da organização. "Recentemente, foi sugerido que eu pertenço a uma igreja que 'odeia um certo grupo de pessoas' e é 'infame anti-LGBTQ'. Nada poderia estar mais longe da verdade ", protestou o ator, que não foi ao evento em apoio a Joe Binden, que disputa a eleição com Trump, ao qual compareceu quase todo o elenco da Marvel.

Cinema
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM CINEMA

MAIS LIDAS EM CULTURA