Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Youtube nega que tenha restringido clipe de Pabllo Vittar

A cantora revelou que a plataforma havia solicitado um ajuste no título da faixa 'Bandida'; mesma ação não foi tomada com Zé Felipe, que lançou música com nome parecido

O Liberal

A plataforma de vídeos YouTube negou que tenha censurado clipe de “Bandida”, de Pabllo Vittar e Pocah. O site afirmou que está em contato com a equipe da drag queen para solucionar o caso. As informações são do Notícias da TV.

"O YouTube Brasil esclarece que nunca houve um direcionamento da plataforma com relação à adição de um asterisco no título do videoclipe ‘Bandida’, da cantora Pabllo Vittar. O referido trabalho da cantora tem, inclusive, um excelente desempenho na plataforma, com mais de 71 milhões de visualizações", explicou a rede social ao Notícias da TV. 

VEJA MAIS

'Bandid*': Pabllo Vittar alfineta Zé Felipe após ter música restringida pelo Youtube; vídeo
'Só fico muito triste quando eu vejo essa discrepância, quando as diretrizes do YouTube são iguais para todos... Por que comigo sempre é assim?', desabafou a cantora

Mãe de Zé Felipe insinua que Pabllo Vittar é ‘invejosa’ após desabafo sobre música
Youtube impôs restrições de idade à música da cantora, “Bandida”, por causa do nome

A jornalista Gaby Cabrini, do “Fofocalizando”, afirmou que a equipe de Pabllo se reunirá com o time da plataforma de vídeos nesta terça (5) para discutir o assunto. 

A discussão ganhou força nas redes sociais, quando Pabllo Vittar revelou que o Youtube solicitou um ajuste na música “Bandida”, lançada em 2020, alegando que o título infringia políticas da rede social. No entanto, em junho deste ano, Zé Felipe publicou a música “Bandido”, e não sofreu nenhum tipo de restrição.

Assista aos clipes de ambos os hits

Celebridades
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA