Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Retrato de Marilyn Monroe é leiloado por US$ 195 milhões e vira a obra mais cara do século 20

Apesar de ficar abaixo do valor estimado, a obra é a mais importante do século 20 a ser leiloada em uma geração

Paula Figueiredo

O famoso retratato de Marilyn Monroe feito por Andy Warhol bateu o recorde de obra mais cara do século 20 após ser leiloado, na última segunda-feira (09), por 195 milhões de dólares, um pouco mais de R$ 1 bilhão. A obra superou o antigo recorde de US$ 179,4 milhões do quadro "As Mulheres de Argel", de Pablo Picasso. 

VEJA MAIS

Filme da Netflix está guardado há anos: ousado demais para ser lançado?
Estrelado por Ana de Armas, filme biográfico de Marilyn Monroe nunca saiu do anonimato

Coluna faz homenagem pelos 95 anos do ícone pop Marilyn Monroe

O quadro icônico, intitulado "Shot Sage Blue Marilyn", foi pintado por Andy Warhol em 1964, e faz parte de uma série de retratos que o artista fez de Marilyn Monroe após sua morte por overdose de barbitúricos, em agosto de 1962. De acordo com o New York Times, foram necessários apenas quatro minutos para o lance superar o antigo recorde.

Leilão do quatro "Shot Sage Blue Marilyn". (Foto: Dia Dipasupil / Getty Images via AFP)

Embora tenha ficado abaixo do valor estimado pela pela Christie's, que era de US$ 200 milhões, Alex Rotter, responsável pelas artes dos séculos 20 e 21 da casa, disse que a pintura é a mais "importante do século 20 a ser leiloada em uma geração".

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão de Tainá Cavalcante, editora web de OLiberal.com)

Celebridades
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA