Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Juju Salimeni diz que era tratada como 'lixo' no Pânico: 'Mulher era um pedaço de carne'

A influencer ainda traçou críticas ao formato do programa, afirmando ser machista

O Liberal

Juju Salimeni, uma das panicats mais conhecida do 'Pânico na TV', desabafou, em entrevista para o Leo Dias, sobre seus anos participando do programa. As informações são da Quem. 

"Lixo. Mulher era um pedaço de carne. Mas meu sustento vinha dali. A gente ganhava R$ 200 por gravação. Se tivesse uma só no mês ou duas, era isso. Mas tínhamos vários eventos, presenças VIP... não parávamos. Foi um ótimo início", revelou ela sobre a forma de tratamento e cachê. 

Ainda no bate-papo, a influencer afirmou que as mulheres do programa eram desvalorizadas e que a atração era machista. "É absurdo para os dias atuais. Eles não souberam se adequar. Existia humor depreciativo e uma forma de zoar as mulheres", avaliou. Sobre seus faturamentos atuais com as publicidades no Instagram, Juju contou que trabalha com mais de 30 marcas e que o valor dá para comprar um apartamento por mês.

 

Celebridades
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA