Sobe para 300 o número de pessoas presas após ataques em Brasília

Os detidos são suspeitos de participar dos atos que resultaram na invasão e depredação das sedes dos Três Poderes

O Liberal

Subiu para 300 o número de pessoas presas pela Polícia Civil do Distrito Federal (PDCF) após os ataques às sedes dos Três Poderes em Brasília, na tarde deste domingo (8). Segundo informou a instituição por meio do Twitter, "as investigações seguem até que o último seja identificado". Os detidos são suspeitos de participar dos atos que resultaram na invasão e depredação dos prédios do Congresso Nacional, do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Palácio do Planalto. A manifestação foi orquestrada por apoiadores radicais de Jair Bolsonaro. 

Ainda por meio da rede social, a corporação informou que todos estão sendo encaminhados ao edifício sede da instituição. "Estão sendo idetificados e ouvidos nos autos do inquérito que investiga todos os atos criminosos ocorridos esta tarde na Esplanada dos Ministérios", diz o tweet.

Depois dos ataques, o presidente da República, Luíz Inácio Lula da Silva, decretou intervenção federal na segurança pública do DF. 

VEJA MAIS

image Pará enviará 60 policiais de Missões Especiais e Batalhão de Choque para Brasília, anuncia Helder
Reforços têm objetivo de conter os ataques às sedes dos Três Poderes

image Deputados dos EUA pedem extradição de Bolsonaro após ataques em Brasília: 'Não deve receber refúgio'
Pelo menos quatro congressitas norte-americanos se manifestaram por meio das redes sociais após as invasões

image Invasão em Brasília: Polícia investiga presença de suposto explosivo na Câmara dos Deputados
Dez ocorrências foram registradas na Polícia Civil do Distrito Federal. Até 18h45, oito pessoas foram presas

Palavras-chave

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL