Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia reduz de 26 para 23 o número de mortos oficiais em ação na Vila Cruzeiro

Polícia Civil informou que três suspeitos mortos em outra operação tinham sido contados por engano

Emilly Melo

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou, na última quinta-feira (26), que foram 23, e não 26, as vítimas fatais da operação policial realizada pelo Bope na Vila Cruzeiro, Complexo da Penha, na manhã da última terça-feira (24). As informações são do portal Terra.

VEJA MAIS

Polícia Civil do Pará vai ao Rio para avaliar operação que resultou em 26 mortes na Vila Cruzeiro
Lideranças eram suspeitas de comandar os ataques a agentes de segurança pública do Pará. Foram avaliadas as ações realizadas e alinhadas estratégias para ações conjuntas de combate à criminalidade.

Morto na Vila Cruzeiro era mandante de 20 ataques a agentes de segurança no Pará
Mauri Edson Vulcão Costa, conhecido como “Déo”, era do alto comando do braço da maior facção criminosa do Brasil nas cidades de Belém e Abaetetuba

Paraenses estão entre mortos em operação do Bope contra tráfico de drogas na Vila Cruzeiro no RJ
A Polícia Militar carioca informou que três paraenses estão entre os suspeitos mortos

De acordo com a PC, o corpo de três suspeitos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) no mesmo dia da operação na Vila Cruzeiro, mas, as vítimas haviam se envolvido em uma troca de tiros no Morro do Juramento, em outra favela

Dos 26 mortos, 24 foram levados para o Hospital Estadual Getúlio Vargas. No entanto, 21 já chegaram sem vida. Um menor de idade teria sido levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Morro do Alemão.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL