Passageiro é retirado de avião após xingamento homofóbico: 'viadinho de bosta'

Funcionário teria pedido para o cliente levantar a poltrona, como de praxe, para que o avião pudesse decolar

Tainá Cavalcante

O passageiro de um avião foi retirado do voo LA3333 (São Paulo / Guarulhos - Fortaleza), da Latam, na manhã da última segunda-feira (14), após ofender um comissário de bordo que havia solicitado que o cliente levantasse a poltrona para que o avião pudesse decolar. Segundo informações de testemunhas, que relataram o ocorrido no twitter, o passageiro estava dormindo e teria chamado o comissário de "viadinho de bosta".

Ao ter a solicitação negada e ser ofendido, o funcionário chamou seu chefe, que solicitou explicações do passageiro. O cliente, então, o ofendeu, ao afirmar que ele seria "outro bosta".

O chefe dos comissários acionou a Polícia Federal e pediu que o piloto, que estava nos preparos para a decolagem, voltasse para a base. Em seguida, o funcionário teria dito ao passageiro que ele seria encaminhado à polícia. Há relatos de que o profissional também teria dito ao passageiro que "agora o senhor vai ver como um viado de bosta age". Veja o relato completo:

 

 

Ao chegar na aeronave, a Polícia Federal retirou o passageiro do voo e o levou para prestar depoimentos. O avião, em seguida, voltou para a rota.

A Latam confirmou o caso e disse que repudia "veementemente qualquer tipo de ofensa" e que "qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa".

(Reprodução)
Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BRASIL