Mulher tem cabelo cortado pelo marido e dias depois aparece morta enforcada com cinto

Mirian Nunes, 26 anos, era cabeleireira e estava grávida de 9 meses quando foi agredida

Luciana Carvalho
fonte

Uma mulher teve os cabelos cortados no último dia 13 de novembro pelo esposo após uma discussão motivada por ciúmes. Nesta segunda-feira (02), ela foi assassinada por estrangulamento com um cinto. O companheiro é o principal suspeito e está foragido. As informações são do portal Metrópoles. 

Mirian Nunes, 26 anos, era cabeleireira e estava grávida de 9 meses quando foi agredida. Ela esperou o marido, André Muniz, de 52 anos, sair de casa e pegou um transporte por aplicativo para ir até a Delegacia da Mulher registrar ocorrência. Com medo de ser agredida novamente, Mirian foi para uma casa abrigo, mas em dezembro, a cabeleireira deixou o local para dar à luz.

VEJA MAIS

image Mulher mantida em cárcere escreve bilhetes para pedir socorro
O suspeito fazia um churrasco para dois amigos enquanto mantinha a vítima presa

image Mulher que foi espancada por ex diz que achava que ia morrer
Homem a agrediu na saída de uma boate e a levou para casa dele

image Homem agride esposa com facão após não gostar do jantar servido por ela
Vítima recebeu golpes na cabeça após o marido ter chegado embriagado

“Nesse momento ela voltou para a casa do André. A residência é em um lote com, pelo menos, sete barracos onde moram parentes do rapaz. Todos sabiam que ela vinha sendo agredida, mas não a ajudaram”, explicou a delegada responsável pelo caso, Thalita Nóbrega.

A Polícia Civil do DF investiga se André usou um cinto para enforcar a companheira. Após supostamente matar Miriam, André disse para a família que ia fugir e pediu que acionassem o Samu.

Quando o socorro chegou ao local, Mirian  já estava sem sinais vitais. Além da recém-nascida, a vítima tinha outra filha de apenas 6 anos. As crianças estão com parentes. André segue foragido.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política).

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL