Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

MPF defende que Ronnie Lessa seja levado a júri popular pela morte de Marielle e Anderson

Ronnie e o ex-PM Élcio de Queiróz foram presos em 2019

Luciana Carvalho

Nesta segunda-feira (27), o Ministério Público Federal (MPF) encaminhou um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) defendendo que o policial militar reformado Ronnie Lessa seja levado a júri popular pela morte da vereadora Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes, há quatro anos. O julgamento ainda não tem data para acontecer. As informações são do portal G1 Rio.

O que se sabe sobre a morte de Marielle?

Ronnie e o ex-PM Élcio de Queiróz, presos em 2019, foram julgados por decisão da justiça do Rio em março de 2020 e desde então, as defesas dos dois vêm recorrendo em todas as instâncias.

O parecer desta segunda, assinado pela subprocuradora-geral da República Cláudia Marques, avaliou um agravo interno interposto pela defesa de Ronnie depois que um habeas corpus foi negado no STF. A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) já havia negado à defesa de Ronnie um recurso semelhante.

De acordo com o documento de Cláudia Marques, enviado à relatora do caso, a ministra Rosa Weber, Ronnie Lessa deve ir a julgamento, levando-se em conta circunstâncias do crime, cometido por motivo torpe, mediante emboscada e com meio que dificultou defesa da vítima.

VEJA MAIS

Acusado pela morte de Marielle pode estar envolvido em outros quatro homicídios
A Força-Tarefa do Caso Marielle e Anderson, criada pelo MP-RJ, encontrou indícios do envolvimento de Ronnie Lessa nesses quatro crimes, não esclarecidos à época

Polícia prende ex-vereador por crime cometido com acusado da morte da vereadora Marielle Franco
Girão é acusado de ordenar duplo homicídio que teriam sido executados pelo ex-policial militar Ronnie Lessa, que já está preso pela morte da vereadora do motorista Anderson Gomes

Assim, o MPF defende que o STF mantenha a sentença de pronúncia de Ronnie. Essa sentença é uma decisão que antecede o julgamento pelo Tribunal do Júri.

Lessa, junto com Élcio, foi denunciado pelo Ministério Público por homicídio doloso qualificado. Também pesa contra a dupla a acusação de tentativa de assassinato contra a assessora Fernanda Chaves, que também estava no carro ao lado de Marielle no momento dos disparos, mas conseguiu escapar pelo fato de involuntariamente ter sido protegida pelo corpo da vereadora.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política).

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL