Governadores determinam uso da PM para desobstruir rodovias federais

Manifestantes bolsonaristas protestam contra o resultado das eleições de domingo (30)

Luciana Carvalho
fonte

Os governadores dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais determinaram que a Polícia Militar (PM) atue na liberação das rodovias bloqueadas por manifestantes bolsonaristas que protestam contra o resultado das eleições de domingo (30). As informações são do G1 Nacional.

O governador reeleito do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), afirmou que deu ordem para que o Batalhão de Choque da Polícia Militar desobstrua as estradas, em apoio à Polícia Rodoviária Federal (PRF).

VEJA MAIS

image Carga para produção de vacinas do Butantan está parada por conta da paralisação de caminhoneiros
Essas doses são utilizadas na imunização dos brasileiros na contra o H3N2

image Caminhoneiros liberam trechos da rodovia Presidente Dutra, no Rio
Os bloqueios haviam sido realizados por motoristas e outros apoiadores de Bolsonaro que contestam a vitória de Lula (PT)

image PRF negocia desobstrução definitiva de rodovia em Santarém
Caminhoneiros protestam contra o resultado das eleições para presidente

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, disse em uma rede social que considerou os bloqueios nas rodovias paulistas inadmissíveis e disse que o MP e a PM foram acionados para que as vias sejam desbloqueadas.

Em Minas, o governador Romeu Zema (Novo) afirmou que a Polícia Militar vai auxiliar na liberação de rodovias estaduais e federais que estão fechadas no estado e disse que solicitou as forças de segurança que tomem as medidas necessárias. No entanto, ele ainda não detalhou quais serão as ações.

Nesta terça-feira (01), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), reiterou que as polícias militares dos estados são capazes de desobstruir rodovias federais bloqueadas e identificar, multar e prender os responsáveis.

Normalmente isso cabe a PRF, mas o STF determinou que a PM possui "plenas atribuições constitucionais e legais para atuar" na questão.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política).

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL