Estudante denuncia racismo por parte de professor em colégio militar

"O professor disse que ia chamar minha mãe na escola só porque eu era preta", disse a aluna

O Liberal

Uma estudante de um colégio militar denunciou que foi vítima de um comentário racista por parte de um professor durante uma aula. Ela chegou a divulgar um vídeo sobre o assunto nas redes sociais, onde faz a denúncia. As informações são do portal Metrópoles.

 A estudante relata que o crime aconteceu logo depois da troca de professor. “Tinha muitas pessoas conversando na sala. No momento que tinha as pessoas conversando, o professor disse que ia chamar minha mãe na escola só porque eu era preta. Eu registrei o boletim de ocorrência. Não vou deixar isso impune e vou atrás dos meus direitos”, declarou a adolescente.

O caso teria acontecido em 29 de outubro deste ano no Colégio Estadual Cívico-Militar Maria Abadia Meireles Shinohara, em Luziânia no Entorno do Distrito Federal (DF). A aluna fez um boletim de ocorrência na Polícia Civil.

Investigações

A Polícia Civil de Goiás informou que o caso está sendo investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depai), mas que não irá se manifestar no momento para preservar as investigações.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Educação e aguarda retorno. Os colégios cívico-militares não são totalmente militarizados, mas têm uma equipe de tutores formada por militares da reserva.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL