Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Estupro em SC: DNA irá confirmar se adolescente abusou de menina de 11 anos

Um exame de DNA será realizado para confirmar o autor do crime. De acordo com o MPF, o aborto legal foi realizado na quarta-feira

Carolina Mota

A Polícia Civil vai realizar um exame de DNA para confirmar quem estuprou e engravidou menina de 11 anos que realizou o aborto legal na noite de quarta-feira (22), em Florianópolis, Santa Catarina. Um adolescente de 13 anos é apontado como o autor do crime e, caso seja confirmado, poderá ser submetido a medidas socioeducativas. As informações são da Folha de São Paulo e do Correio.

VEJA MAIS

Menina grávida após estupro é mantida em abrigo para seguir gravidez
A juíza Joana Ribeiro Zimmer, de Santa Catarina, chegou a perguntar para a menina de apenas 11 anos se ela aguentaria 'ficar mais um pouquinho' com a gravidez

Estupro em SC: Polícia aponta que ato sexual envolveu duas crianças
Inquérito criminal deu como caso inimputável, que é quando os envolvidos são menores de 14 anos; adolescente de 13 anos confessou que as relações eram “consentidas” pela menina

Bolsonaro critica aborto em menina de 11 anos e aciona ministérios da Justiça e Direitos Humanos
Menina foi estuprada e chegou a ser impedida pela justiça de interromper a gravidez. Para o presidente, houve ‘assédio maligno de grupos pró-aborto’

De acordo com a delegada Patrícia Zimmermann, coordenadora da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Santa Catarina, não existe possibilidade da relação sexual ter sido consensual.

"Nós trabalhamos com a hipótese de violência presumida, que é quando a vítima é menor de 14 anos, e que é sim estupro. A lei estabelece que nesses casos é preciso analisar conduta e maturidade. Uma menina de 10 anos não tem maturidade para consentir tal ato", aponta.

O material genético coletado do feto vai ser comparado com pessoas do convívio da criança, segundo a delegada que informa que, apesar das investigações serem conclusivas sobre a autoria do crime, o resultado do exame encerrará com qualquer dúvida.

Aborto legal

Em nota, o Ministério Público Federal divulgou que o aborto legal foi realizado na quarta-feira (22) pelo Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago, ligado à Universidade Federal de Santa Catarina, o mesmo que havia negado a realização do procedimento inicialmente.

"O Ministério Público Federal (MPF), considerando a grande repercussão do caso envolvendo menor vítima de estupro e, que teve a interrupção legal da gestação negada pelo serviço de saúde, vem informar o acatamento parcial da recomendação expedida nesta quarta-feira (22) ao Hospital Universitário (HU) Polydoro Ernani de São Thiago, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O hospital comunicou ao MPF, no prazo estabelecido, que foi procurado pela paciente e sua representante legal e adotou as providências para a interrupção da gestação da menor", informou o comunicado.

Carolina Mota, Estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL