Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Cliente denuncia caso de segurança que tremia de frio em turno de trabalho no McDonald's

Mary Tavares conta na sua postagem no Instagram que o marido ainda tentou oferecer um agasalho, mas o segurança explicou que não poderia usar outra roupa que não a da empresa

Gabriel Mansur

Uma cliente da rede de fast-food McDonald's, publicou nas redes sociais na última quinta-feira (19), uma cena que causou revolta em vários internautas. Mary Tavares registrou a cena em uma franquia da rede em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, em que um segurança que trabalhava na rede “tremendo de frio”, no turno da noite, sem agasalho, mesmo com a frente fria que atinge estados do Sul e Sudeste do Brasil. 

VEJA MAIS

Pacientes da Santa Casa narram casos envolvendo uma 'médica fantasma'; entenda
Crianças internadas estariam recebendo alta de uma pediatra que teria morrido de covid-19

Belém tem programação que estimula denúncias de racismo e o fortalecimento da identidade preta
De acordo com a Segup de janeiro a abril de 2022 foram computados 92 registros de injúria racial e 2 de racismo no Pará. Em 2021, no mesmo período, foram 96 registros de injúria e 3 de racismo

Vereadores pedem que shoppings de Belém adotem medidas antisuicídio
Instalação de redes e telas de proteção nos andares mais altos do estabelecimentos foi apontada como medida fundamental

A publicação no instagram começa com a cliente pedindo um olhar mais atencioso da rede com seus funcionários. Explicou que ao levar a filha para lanchar, se deparou com um segurança na área externa tremendo de frio. O marido de Mary ofereceu um agasalho, acreditando que o mesmo pudesse ter esquecido o seu, mas o trabalhador explicou que não poderia usar um agasalho que não fosse do uniforme, pois era contra a política da empresa, e que a empresa ainda não tinha lhe dado a blusa de frio. 

“Ele tremia de frio, e trabalharia até às seis da manhã, a temperatura ontem foi a mais baixa até hoje na região metropolitana. Estávamos no carro bem agasalhados e estávamos com muito frio. Imagina a situação dele”, explicou Mary. A mulher ainda conversou com o gerente da rede de fast-food, que lhe explicou que a responsabilidade pelo segurança era de uma terceirizada. Ao ligar para a terceirizada, a moça conta que o telefone foi desligado na sua cara.

‘Levei tiro por causa de quatro reais’, diz funcionário do McDonald's baleado por bombeiro
Mateus Domingues Carvalho fala pela primeira vez sobre o crime que ocorreu após desentendimento por cupom de desconto

Justiça determina prisão de bombeiro que atirou em atendente do McDonald’s
Jovem foi baleado na barriga após a discussão por conta de um cupom de desconto

Mary ainda questiona: “Pergunto à empresa McDonald's: é esse tipo de tratamento que querem com seus funcionários? Vocês farão vista grossa para essa situação?”. Para o portal BHAZ, a rede de fast-food emitiu nota explicando que as orientações são da empresa terceirizada, que o uniforme dos funcionários possui agasalhos e que nesse caso o segurança não havia levado o seu, mas foi orientado pela empresa a usar uma peça substituta para aquecê-lo. 

Confira a nota da McDonald’s na íntegra:

“O McDonald’s esclarece que os orientadores são de empresa que presta serviço e que não há nenhuma determinação no sentido de não usarem agasalho. O uniforme desses funcionários possui agasalhos adequados para temperaturas mais frias e o seu uso é recomendado. Neste caso específico, o profissional não levou o agasalho, mas foi orientado pela empresa a usar uma peça substituta para aquecê-lo durante o seu turno de trabalho”.

(Estagiário Gabriel Mansur, sob supervisão do editor executivo de OLiberal.com, Carlos Fellip)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL