Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Campanha de doação de cabelo a vítimas de escalpelamento é tema de projeto aprovado pela câmara

Projeto de Lei também abrange pessoas carentes em tratamento de câncer

Carolina Mota

Um projeto de lei foi aprovado nesta segunda-feira (1º), na Câmara dos Deputados, que visa a criação de uma campanha nacional para incentivar doações de cabelos a pessoas carentes, tanto vítimas de escalpelamento quanto para pessoas em tratamento de câncer. A proposta, agora, segue para o Senado. As informações são da Agência Brasil.

VEJA MAIS

Micropigmentadora reconstrói sobrancelhas de vítimas de escalpelamento no Pará
Em muitas situações, as vítimas têm orelhas, pálpebras e parte do rosto e pescoço arrancados, provocando danos físicos e psicológicos gravíssimos ou até a morte

Ministério Público do Trabalho desenvolve curso para mulheres vítimas de escalpelamento
Mulheres no Norte do país serão capacitadas para começar ou desenvolver seus próprios negócios

SUS: Ministério da Saúde amplia tratamento contra câncer
A mudança significará impacto de R$ 6,7 milhões no orçamento federal

O autor da proposta, o deputado Vinicius Carvalho (Republicanos -SP), entende que se trata de uma conscientização sobre a importância dos cabelos para a autoestima dos pacientes, assim como informar sobre procedimentos e locais onde essas doações são feitas.

“A autoestima para um paciente de câncer tratado com quimioterapia é extremamente importante na sua recuperação. O uso de perucas é um instrumento muito utilizado por hospitais para auxiliar em sua recuperação. Muitos hospitais possuem bancos de cabelos para a confecção das perucas que serão utilizadas em seus pacientes, mas é necessário que tenham doações suficientes de cabelos para esse fim. Lembramos que muitas perucas não podem ser adquiridas por aqueles mais carentes”, justificou o deputado.

O texto prevê que a campanha seja coordenada pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com a participação de organizações da sociedade civil. A campanha deve ser realizada anualmente durante a semana do Dia Nacional de Combate ao Câncer, em 27 de novembro.

Carolina Mota, estagiária sob supervisão da coordenadora do núcleo de política, Keila Ferreira.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL