Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Valorização de motoristas é proposta do aplicativo de mobilidade Quick Trip

Projeto do Grupo Liberal deve ser lançado nos próximos dias, com a premissa de dar mais opções de trabalho com mais vantagens

Eduardo Rocha

Nos próximos dias, o Grupo Liberal vai lançar o aplicativo de mobilidade urbana Quick Trip. Além do propósito de oferecer um serviço de qualidade aos clientes, o Quick Trip aposta na inovação na relação direta com os motoristas envolvidos no projeto; empreendedores que se agregam a essa iniciativa de uma empresa com 75 anos de credibilidade no mercado. Uma forma de enfrentar o cenário de 14,8 milhões de brasileiros desempregados.

Esse foco ganha corpo por meio da proposta de que 80% do valor das corridas devem ficar com os condutores dos carros, diferentemente do que ocorre nas outas plataformas do mercado. Os motoristas não sabem ao certo com quanto vão ficar do montante obtido em uma viagem. A plataforma do Grupo Liberal busca respeito aos profissionais e, consequentemente, aos usuários do serviço Quick Trip. O projeto se dará em três pilares: valorização, transparência e autonomia.

A valorização abrange a própria contribuição a ser dada pelos condutores de veículos ao empreendimento. Eles serão considerados como parceiros do projeto (parceria real), e, ao ser bem avaliado pelos clientes, o motorista terá, inclusive, a oportunidade de atingir, aquinhoar 100% do valor da corrida.

A transparência norteará a relação na prestação de serviço aos clientes, de modo que o profissional saiba com quanto fica nas corridas que faz. Outro tópico importante na transparência é que o motorista ao ser acionado pela central receberá informações detalhadas sobre o serviço requisitado (corrida). Assim, ele poderá, então, escolher se vai ou não atender à chamada em questão. Essa prática intenta evitar constrangimentos para motoristas e para os clientes, estes, muitas vezes, lidando hoje em dia com a situação de o condutor desistir da viagem.

No Quick Trip, os motoristas irão dispor de um local de fácil acesso para trocar informações e dirimir dúvidas com os gestores do empreendimento. Importante: na mesma cidade. Presencialmente, esse acesso se dará na sede do Grupo Liberal, na avenida Romulo Maiorana, 2473, entre Perebebuí e Alferes Costa, no bairro do Marco. Virtualmente o contato pode ser pelo site www.quicktrip.com.br. A qualificação profissional será outra frente de atuação em prol dos condutores de veículos, mediante parceria com o sindicato da categoria, o Sindtapp.

App passou por uma fase de testes e será totalmente liberado nos próximos dias (Ivan Duarte / O Liberal)

Segurança, transparência e atendimento local são destaques

A gestora do Quick Trip, Sol Corrêa, destaca que "...a segurança desses profissionais é algo fundamental, e nesse sentido estamos agindo com a validação do cadastro de passageiros e outras medidas". Sol relatou que houve um período de testes em funcionários do próprio Grupo Liberal avaliaram o serviço, a fim de que fosse aperfeiçoado em um nível satisfatório para atender os clientes a partir do lançamento nos próximos dias.

"O Grupo Liberal atento às inovações no mercado, investe no transporte de passageiros por aplicativo com soluções rápidas para atendimento de clientes, de forma regionalizada, e, assim, está lançando o serviço Quick Trip", afirma o diretor de Inovação e Novos Negócios do Grupo Liberal, Sanchae Camatti. "É um app de Mobilidade Urbana para a intermediação do transporte privado de passageiros, que se insere na tendência mundial de economia colaborativa, visando estender ao maior número de pessoas o acesso a serviços de qualidade, prestados por profissionais autônomos, tudo de maneira rápida, prática, eficaz e economicamente mais viável a todos os atores da relação, passageiros e motoristas)", acrescenta o diretor.

O motorista Felipe Porto, 36 anos, está há quatro no ramo dos aplicativos. Ele saúda a iniciativa do Grupo Liberal. "Só pelo fato de a gente ser ouvido já é um diferencial. Quando nesse período de testes eu precisei de alguma coisa, fui atendido e apresentei minhas sugestões", declara. Felipe está esperançoso de que a iniciativa prospere, e que o empreendimento vá se consolidando gradativamente.

"Eu verifico que na concorrência, se, por exemplo, eu faço umas cinco mil viagens mas tem uma reclamação (de passageiro), eu sou julgado só por essa reclamação", observa o motorista. Para Felipe, o  fato de ter uma sede da empresa na própria cidade vai facilitar o acesso para os motoristas encaminharem assuntos de serviço. "Eu considero justo que a maior parte do valor da corrida seja destinada ao motorista, porque no caso de ser meio a meio, na parte do motorista ele tem que tirar as despesas com a manutenção do carro e ver com quanto fica de lucro", afirma. Felipe acrescenta que "quando se é bem pago se trabalha feliz, não se faz por obrigação e isso se reflete no cuidado com o serviço, vai se prezar pelo passageiro".

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM