Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Uepa disponibiliza DIU gratuitamente às mulheres

Dispositivo é alternativa não hormonal e de longa duração

Eduardo Rocha

Método contraceptivo não hormonal e de alta eficácia, o Dispositivo Intrauterino (DIU) de cobre pode ser acessado gratuitamente por mulheres que residem na capital, já incluindo a colocação, a partir de uma iniciativa da Universidade do Estado do Pará (Uepa). As interessadas devem se dirigir ao Centro Saúde Escola (CSE), unidade localizada no Campus II da Uepa, no bairro do Marco, em Belém, e marcar uma consulta com o ginecologista.

Nesse primeiro contato com o médico é que a paciente receberá todas as informações sobre o que é o DIU, os efeitos e benefícios do método. “O Dispositivo é muito bom por ser um método que, além de ser de longa duração, não tem dependência da usuária. Uma vez colocado, a mulher não terá a preocupações adicionais, como no caso de pílula ou do contraceptivo injetável, que elas precisam lembrar de tomar na data certa. Mas, vale lembrar que, para retirá-lo, também é necessário o auxílio de um profissional”, explica o médico ginecologista da Uepa, Eduardo Paiva. Ele é responsável pelo serviço no Ambulatório da Mulher.

Paiva explica ainda que para usar o DIU de cobre é desejável que a mulher não apresente fluxo aumentado no período menstrual e cólicas de forte intensidade, pois o método intensifica esses sintomas do ciclo.

Após a consulta, se for da vontade da paciente, ela já sai do consultório com a solicitação dos exames em mãos. O protocolo da Uepa requisita, entre outros, a ultrassonografia transvaginal, o Preventivo de Câncer de Colo Uterino (PCCU) e exame de gravidez, para descartar a possibilidade de uma gestação. Caso as condições clínicas sejam satisfatórias, médico e paciente partem para a próxima etapa, que é a colocação do DIU.

Além da instalação do dispositivo, a Uepa oferece também assistência e orientação da paciente. “Esse acompanhamento é realizado logo após a inserção. Com uma semana, é solicitada a ultrassonografia para ver a posição do DIU, depois disso o intervalo das consultas vai aumentando, a depender dos resultados, para três, seis meses, e até anualmente, sempre com pedido de ultrassonografia”, explica o ginecologista.

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece gratuitamente o Dispositivo de cobre, que possui ação contraceptiva ao ser colocado dentro do útero. A haste libera substâncias que impedem a fecundação do óvulo. Esse método não interfere na menstruação e tem durabilidade média de dez anos. No entanto, é possível retirá-lo antes desse período, caso a paciente deseje engravidar.

A inserção do DIU é ofertada desde 2019 pela Uepa e faz parte de uma ação de planejamento familiar, também oferecida pela Universidade, por meio de palestras e ações educativas. “É de suma importância todas as mulheres terem essa preocupação, a partir do momento em que iniciam a vida sexual. Ela tem que procurar fazer os exames ginecológicos de rotina, entre eles o preventivo. A principal preocupação é evitar uma gravidez não planejada”, alerta o médico, que defende a popularização do método.

Serviço:

Colocação de DIU

Consultas: às segundas, quintas e sextas-feiras

Hora: 8h (por ordem de chegada)

Local: Centro Saúde Escola (CSE)/Ambulatório da Mulher - avenida Romulo Maiorana, 2558 - Marco

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM