Semob vai substituir Belém Rio nas linhas que atendem o Quinta dos Paricás

Empresa foi questionada sobre quais outras linhas não tem mais interesse em operar, após, intencionalmente, deixar usuários do residencial sem serviço por não querer mais a linha

Redação Integrada de O Liberal, com informações da Semob

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) iniciou o processo de substituição total da empresa Belém Rio na linha Águas Negras – São Brás, que atende o residencial Quinta dos Paricás, no Maracacuera, distrito de Outeiro. A mudança é resultado de fiscalizações específicas dessa linha, que vêm ocorrendo há cerca de 15 dias. Essa é uma medida preliminar para melhorar a prestação do serviço à comunidade. A empresa não tinha mais interesse em atender a linha e, intencionalmente, deixou os mais de 10 mil moradores do residencial sem serviço.

Como primeira medida para sanar os problemas dos moradores do residencial, a empresa foi obrigada a retomar a prestação do serviço. A interrupção da linha foi feita de forma unilateral pela empresa e sem a autorização da Semob. A empresa tinha uma hora, a contar do recebimento do documento do órgão, sob pena da adoção das medidas administrativas cabíveis de responsabilização em caso de não cumprimento.
A linha foi, então, restabelecida, mas ainda na noite de terça-feira, a Semob emitiu outra ordem de serviço, acrescentando uma nova linha que atenda o Quinta dos Paricás. Esta linha, que já começou a operar de forma imediata nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (17), é a Icoaraci – Ver-o-Peso, da empresa Vialoc, com trajeto pela avenida Arthur Bernardes e que agora passa a integrar o residencial em seu itinerário.

Com a entrada da nova linha, há um aumento não só da oferta de veículos aos moradores do Quinta dos Paricás, como também uma nova rota diferente da que vinha sendo operada pela Belém Rio, que ia pelas avenidas Augusto Montenegro e Almirante Barroso, até São Brás. É uma nova opção de ligação direta do conjunto ao centro comercial da capital. 

“Foi preciso fazer uma intervenção imediata, inclusive com a entrada de uma nova empresa na área, para garantir o atendimento do serviço aos usuários”, ressaltou a superintendente da Semob, Ana Valéria Borges, que também convocou para esta quarta-feira uma reunião com representantes da empresa e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel). Só então a própria Belém Rio confirmou o interesse em não mais atender a linha do Paricás. A partir daí foram alinhados os passos para a substituição da empresa.

Quinta dos Paricás pode ter sido a primeira a ter a Belém Rio substituída

Durante a reunião desta quarta, o diretor geral da Semob, José Roberto Pereira de Oliveira, destacou que a comunidade do Quinta dos Paricás foi a primeira atendida pela nova gestão à frente do órgão, que desde janeiro vem fazendo uma análise mais minuciosa da prestação do serviço na área, chegando a resultados bem aquém do padrão definido. O próprio representante da empresa mostrou, durante a reunião, a grande quantidade de autuações administrativas recebidas, autuações essas com valor médio de R$ 700 por viagem não cumprida. 

“Recebemos a denúncia de que, dos cinco ônibus previstos para atender a área durante a semana, apenas dois estavam rodando, e no sábado e domingo, dificilmente havia ônibus. Fomos lá em meados de janeiro, fizemos a nova programação dos horários, estabelecemos contato com a empresa, houve o restabelecimento dos cinco ônibus. Semanas depois fizemos um segundo atendimento de outro grupo da área, também com reclamações. E entre a denúncia de um e de outro grupo, o serviço foi novamente se descontinuando, se deteriorando”, apontou o diretor geral da Semob.  

“Se a empresa não tem interesse em continuar com a linha precisa formalizar suas intenções, para a decisão do órgão e a definição de quem assumirá a área, inclusive o Setransbel também precisa se responsabilizar quanto a isso. O que não pode haver é a inexecução da prestação do serviço e, de uma hora para a outra, a empresa parar a linha e deixar a população desassistida”, criticou a superintendente da Semob.

A linha Médice - Presidente Vargas é outra operada pela Belém Rio que tem sucessivas reclamações de má-prestação do serviço, mas a empresa precisa formalizar o desinteresse ao invés de abandonar os usuários (Thiago Gomes / O Liberal)

Até esta sexta-feira (19), a Belém Rio irá formalizar junto à Semob a saída da linha Águas Negras – São Brás, via Paricás. Em uma nova reunião na próxima semana, o órgão já apresentará sua proposta para a migração a uma nova empresa. Até a total transição, a Belém Rio fica obrigada a continuar com a prestação do serviço que atende o Paricás, em paralelo à Vialoc que passou a operar a outra linha da área.
“A administração vai definir como proceder esta mudança sem a descontinuidade do serviço”, ressaltou Ana Valéria Borges. A decisão foi comunicada a representantes dos moradores do Quinta dos Paricás, que participaram de outra reunião com a superintendente da Semob. 

Ficou acertado que a Belém Rio deve formalizar ao órgão quais são as outras linhas que não tem mais interesse em operar, entre elas algumas com registros de reclamações recorrentes junto ao órgão, como as que servem aos conjuntos Maguari, Satélite, Tenoné, Médice e o distrito de Outeiro. De posse dessa informação, a Semob abrirá os procedimentos de substituição. 

“Isso é muito importante, porque não dá para a gente ser pautado pelas reclamações que vêm de fora. É preciso prestar o serviço de forma eficiente, e se a empresa não deseja mais as linhas precisa efetivar sua saída de forma correta e dentro dos trâmites legais”, concluiu o diretor geral da Semob.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM