Com grande público, retomada de atividades foi fiscalizada no Portal da Amazônia

Procura foi grande no fim de semana. Estabelecimentos e vendedores cumprem novas regras na pandemia

Redação integrada de O Liberal

A retomada das atividades de vendedores informais e permissionários no Portal da Amazônia foi acompanhada neste fim de semana por fiscalizações do Comitê de Segurança Municipal. As ações, iniciadas ainda no sábado (18) tinham como meta fazer cumprir os protocolos sanitários específicos de combate à proliferação da covid-19 na capital, conforme determina o decreto n° 96.767, de 17 de julho. 

Cerca de 20 agentes da Ordem Pública, Guarda Municipal de Belém (GMB), Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), Secretaria Municipal de Economia (Secon) e Secretaria de Municipal de Meio Ambiente (Semma) participaram da ação. 

Uso de máscaras e outros cuidados são obrigatórios (Agência Belém / Comus)

Novas regras em vigor


Entre as medidas sanitárias estabelecidas pelo decreto está o horário de funcionamento das 17h às 21h e rodízio entre comerciantes. Dos 108 trabalhadores, 50% vão atuar em um final de semana e 50% no outro. Eles são distribuídos ao longo da via, para evitar a aglomeração de pessoas. 

Além do uso obrigatório de máscaras de proteção e toucas para os cabelos durante o trabalho, os produtos alimentícios e bebidas não alcoólicas devem estar embaladas individualmente e não será permitida a degustação e consumação de produtos nas barracas ou quiosques. 

As barracas devem disponibilizar álcool em gel a 70% a todos os clientes, permissionários e colaboradores. A Prefeitura orientou os permissionários a cobrar dos clientes o cumprimento das medidas de segurança. Cada permissionário é responsável pela destinação adequada do lixo produzido no local.

Estabelecimentos na orla reabrem em forma de rodízio (Agência Belém / Comus)

Retorno tímido, mas procura intensa


No primeiro dia os quiosques não abriram e poucos vendedores informais retornaram às vendas. Segundo João Paulo Batista, gerente do Portal da Amazônia, 15 dos 54 trabalhadores autorizados a retornar estavam presentes. “Não deu tempo para eles se prepararem. Mas já esperamos mais trabalhadores. Por enquanto estamos controlando os vendedores que não são cadastrados. Também orientamos as pessoas sobre o uso de máscaras. Distribuímos algumas, mas ainda existe muita resistência e se for preciso vamos aplicar multas. Apesar do grande público, a maioria é de grupos de famílias”.

Quem montou sua barraca ficou feliz e aproveitou a presença do público. Foi o caso da comerciante Maria de Souza Nascimento, 60, da Associação de Vendedores da Orla de Belém (Avob), que há oito anos trabalha com venda de água e refrigerante. “Trabalho aqui desde o dia da inauguração do Portal. Esse retorno foi maravilhoso, porque ganhamos o nosso dinheiro e me sinto muito bem aqui. O trabalho me ajuda até hoje a enfrentar a depressão, e daqui ajudo filho e neto. Mas sei que agora vai melhorar".

"É difícil ficar parado muitos meses. A gente depende literalmente do Portal. Já estava me preparando para o retorno. Em final de semana é sempre assim, bastante movimentado. Estou feliz de poder retornar com o meu trabalho", disse Lorena Santos, de 30 anos, da Associação de Trabalhadores Informais do Portal da Amazônia (Atiplan).

A professora, Elisângela Moia, de 45 anos, estava com a família e é frequentadora assídua da orla. “A gente sempre vem durante a semana pra fazer caminhada e hoje vim com toda a família. Não sabia que ia retornar hoje a venda de comida. Até trouxe um lanchinho. Mas a gente sempre compra alguma coisinha. Também me surpreendi, tem muita gente”, declarou.

"A saúde dos cidadãos de Belém permanece sendo a nossa prioridade", avaliou o titular da Secretaria Municipal de Economia, Rosivaldo Batista, ressaltando a também a importante recuperação econômica para esses trabalhadores, que ficaram sem exercer as atividades por conta da pandemia. "O retorno das comercializações também deve ser realizado com todos os protocolos de segurança e proteção contra a covid-19" (com informações da Agência Belém).

Fiscais orientaram comerciantes e visitantes (Agência Belém / Comus)
Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM