Quarto trecho da obra no Tucunduba reduz chance de alagamentos e moradores esperam Lago Verde

Próximo trecho vai dar mais segurança e qualidade de vida a quase 500 famílias da área da avenida Perimetral

O Liberal
fonte

Com investimento superior a R$ 55 milhões, o 4º trecho das obras de macrodrenagem da bacia do Tucunduba corresponde aos canais da União e Timbó e já foi entregue à população. O projeto contemplou a reconstrução do canal em placas de concreto armado; drenagem pluvial; execução do sistema viário, com terraplanagem, calçada e ciclofaixa, e toda a urbanização do espaço. Foram entregues cinco passarelas metálicas, sendo duas na União, duas na Timbó e uma na Travessa Vileta, além de pontes de concreto. Com isso, as chances de alagamentos na região foram minimizadas. A próxima etapa, para este ano, é a macrodrenagem do Lago Verde.

No dia do aniversário de Belém, o governador Helder Barbalho; o titular da Sedop, Ruy Cabral; e o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, assinaram durante a ordem de serviço para execução da Macrodrenagem da bacia do Tucunduba na área do canal Lago Verde, que vai do canal até a avenida Perimetral. Essa etapa está estimada em R$ 127 milhões.

Atualmente, há cerca de 500 famílias, ocupando 495 imóveis, em uma área de 64.811 metros quadrados. Essas habitações deverão ser remanejadas para permitir a execução da obra. O projeto também contemplará a urbanização e a execução de um complexo esportivo, proporcionando espaço de lazer para práticas esportivas pela comunidade.

Além da correção na estrutura do canal do Tucunduba, foi construída a Estação de Tratamento de Esgoto Sanitário com duas estações elevatórias, além dos serviços de sistema viário. As obras, executadas pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), beneficiam cerca de 250 mil moradores dos bairros do Marco, Guamá, Canudos e Terra Firme.

O comerciante Sérgio Nunes, morador da área há 32 anos, relata o sofrimento vivido com os transtornos provocados pela falta de pavimentação e constantes alagamentos, ocasionados pelas fortes chuvas do inverno amazônico.

“Sofríamos com verdadeiras enchentes. A água passava da altura do joelho. A gente sempre tinha que estar atento. Muitos moradores perderam eletrodomésticos. Com a entrega do 4º trecho, tudo ficou bem melhor. O movimento já aumentou no meu mercadinho. Agora chove e não alaga mais. Essa obra era esperada demais. A tendência é cada vez melhorar mais as minhas vendas com o acesso novo”, ressalta Sérgio Nunes.

Há 30 anos morando no entorno do canal do Tucunduba, em Belém, Maria José Ramos, presidente da Associação de Moradores da Vileta, conta que vive um sonho desde a última quinta-feira (12), com a entrega do 4º trecho da obra histórica de macrodrenagem da Bacia do Tucunduba, projeto resgatado pela atual gestão estadual, que já legou à população novas vias, saneamento e cidadania.
 
“Eram anos e anos aguardando por esse momento. Vivíamos em risco, com alagamentos, buracos, sem dignidade. Ver a mudança acontecer para o bem-estar da comunidade, de crianças até os idosos”, destaca Maria José Ramos.

Palavras-chave

Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM