Onde hospedar cachorros e gatos em Belém? Conheça algumas opções e regras para deixar os pets

Conheça como funciona o dia-a-dia de um hotel pet em Belém e quais são os serviços oferecidos, que podem trazer conforto e qualidade mental e física aos bichinhos

Amanda Martins

Com as festas de final de ano chegando, muitas pessoas costumam viajar e, por vezes, pode acontecer de não conseguir levar os seus bichinhos de estimação. Para que eles tenham os melhores cuidados possíveis durante esse período que estão longe dos seus tutores, os hotéis pets surgem como opções para quem não tem com quem deixar os cães e gatos. Na Região Metropolitana de Belém, há espaços que oferecem serviços de hospedagem, recreação, passeios ao ar livre e monitoramento 24 horas, para que o animal sinta-se confortável e o dono possa viajar despreocupado. 

VEJA MAIS

image Onde passear com pet em Belém: confira docerias que aceitam a entrada de cachorros e gatos
Muitas docerias e cafés de Belém permitem a entrada e permanência de cachorros e gatos. Confira quais são

image Onde passear com pet em Belém: confira restaurantes que aceitam a entrada de cachorros e gatos
Diversos restaurantes permitem a entrada e permanência de cachorros e gatos; Confira quais são

image Onde passear com pet em Belém: confira lugares que aceitam a entrada de cachorros e gatos
Diversos estabelecimentos permitem e até possuem áreas exclusivas para seu amiguinho de quatro patas. Confira

image Onde passear com pet em Belém: confira os cafés que aceitam a entrada de cachorros e gatos
Pensou em tomar um café no fim da tarde na companhia do seu pet? Confira os locais que permitem a entrada e permanência de cachorros e gatos

A empresária Camila Damasceno Rodrigues é dona do Pet Home Hotel, um espaço que funciona ao longo do ano como uma espécie de creche para cães, que busca trabalhar o comportamento dos animais, trazendo o bem estar dos bichinhos de forma geral. 

Quando chegam as festividades de Natal e Ano Novo, a proprietária abre a unidade, localizada na Trav. Francisco Caldeira Castelo Branco, no bairro de São Brás,  para receber os hóspedes em tempo integral.  O dia-a-dia dos cachorros passam a ter brincadeiras com obstáculos, natação, raciocínio lógico e farejar, que estimulam o animal e trazem uma série de benefícios, como evitar o estresse da ausência do tutor.

image Os cães que estão hospedados costumam participar de atividades para que sintam-se ativos  (Thiago Gomes / O Liberal)

“Também oferecemos um quarto com ar condicionado, televisão, tudo o que eles têm em casa para ficarem  o mais acomodados possíveis, em um espaço livre. Antes, o cachorro passa por um período de adaptação, a gente conhece o estilo dele. Na acomodação é feita a separação para que não haja brigas”, explicou Camila, acrescentando que os animais não ficam presos, e sim, cada um em sua caminha. 

Segundo a dona do pet hotel, a equipe de cuidadores, que envolvem até uma médica veterinária de plantão para ajudá-los, busca dar todo o auxílio aos hóspedes para que os animais não fiquem irritados ou entediados, causando sofrimento e “piorando” o comportamento dos bichos, tornando-os mais agressivos.

Como os cães têm mais dificuldades em ficarem sozinhos, os bichos costumam participar de integrações dentro do hotel com outros animais. Já os gatos, podem até ficar sozinhos, mas precisam de alguém que vá observá-los uma vez ao dia, para que a "solidão" do felino seja algo saudável. Já com os cachorros, o mesmo plano não funciona, podendo, inclusive, agravar e causar danos.    

image A natação é usada para aliviar o calor dos cães, mas também como um momento de lazer para os bichinhos  (Thiago Gomes / O Liberal)

“Com certeza é bem melhor para a saúde física e mental deles que eles fiquem em um local maior, que proporciona boa qualidade para eles, que fiquem o tempo todo socializando, estimulados. As viagens de carro podem ser estressantes, em companhias aéreas, podem vomitar e estranhar”, enumerou Camila mostrando o benefício de  hospedar o animal de estimação em um hotel pet.  A diária de hospedagem pode custar até R$ 90. 

image Festa junina para cães faz sucesso ao eleger 'miss' e 'mister' de São João, em Belém
O evento ocorreu em um pet shop, localizado na TV. São Pedro, próximo a um shopping da capital paraense. A festinha foi voltada para cães chihuahuas, mas outros pets também "abrilhantaram" o "arraiá"

Cuidados especiais

Camila ressalta que não são apenas os animais que sentem falta dos seus tutores, os donos e donas também costumam manifestar a saudade quando estão longe dos seus pets. Para aliviar essa dor, a empresária costuma enviar fotos e vídeos dos cachorros e gatos, ou mesmo publicar os registros nas redes sociais, facilitando a comunicação e o acompanhamento dos bichinhos.

“A gente faz vídeo e posta na internet para ajudar os donos a estarem interagindo, além do WhatsApp, mandando mensagem no privado. Gosto de fazer isso para que os donos deem feedback: ‘Olha, acho que ele está mais magro, acho que ele engordou’. Então, isso ajuda muito a gente a cuidar do animal na ausência do dono”, explicou a empresária.

image Costureira paraense faz sucesso em moda pet ao ‘criar’ fantasia de Pinduca e Elvis Presley para cão
Cleia Loureiro trabalha há sete anos produzindo fantasias temáticas, vestidos, sunga, biquíni, coletes e camisetas para os animais

image Aprenda a fazer um bolo para seu pet e arrase na festinha do seu 'fofinho' de 4 patas
Se você sempre quis que seu animalzinho se divertisse e pudesse aproveitar tudo na festinha, essa hora chegou

De acordo com a proprietária do Pet Home Hotel, não há um limite máximo de tempo que os cães podem ficar hospedados, mas a equipe observa que não é saudável os tutores mantê-los alojados no local por mais de um mês e meio. “    Já tivemos cachorros morando por três meses com a gente, mas eu indicaria  no máximo de 30 a 40 dias”, ressaltou Camila.  

image Saiba como doar ração e ajude os abrigos que acolhem animais abandonados em Belém
A boa vontade de grupos sociais que ajudam esses animais não é suficiente para mantê-los alimentados

image Confira 10 alimentos que cães não podem comer
O hábito de oferecer pequenas quantidades para o pet na hora da refeição pode ser prejudicial; saiba mais

Pré requisitos para hospedar cães e gatos em hotel pet:

  • Carteirinha de vacinação com as vacinas atualizadas;
  • Vermífugo;
  • A fêmea não estar no cio;
  • Se tiver problemas de saúde, não é confiável levar o animal, podendo agravar o quadro;
  • O bicho pode estranhar o ambiente. Por isso, é importante não forçá-lo a conviver em um ambiente novo que traga-o desconforto;
  • O animal precisa estar fazendo uso de anti-carrapato e antipulgas.

Quais objetos levar para o cão ou gato quando for hospedá-lo?

  • Quantidade relevante de ração para que ele seja alimentado corretamente;
  • Caminha dele, que possui o cheiro do dono, facilitando a adaptação do animal ao local novo;
  • Para gatos, a caixinha de areia;
  • Brinquedinhos que o animal tenha ‘carinho’ ou goste de brincar nas horas vagas;
  • Se for necessário, os remédios com os horários que o animal esteja utilizando naquele determinado período.

Saiba como funciona um hotel para gatos

Camila também é dona de uma unidade voltada para as hospedagens de gatos. Brincalhões, mas muito independentes e curiosos, os felinos requerem um cuidado diferente dos cães. No hotel, eles são tratados com menos interação com outros gatos e com poucas atividades, passando ficar a maior parto do tempo mais isoladas e quietos.

Mesmo sendo mais introspectivos, Camila revelou que os funcionários buscam levar os felinos para brincar em peças, que possuem arranhadores e “esconderijos”, para estimulá-los. A diária de hospedagem chega a custar R$ 50. 

“Já com o gato a gente percebe um comportamento diferente, eles começam a melhorar o comportamento a partir do momento que passam mais tempo conosco”, ressaltou a empresária.

Hotel pet possui protocolo para que animais não sofrem com os fogos de artifício

No Brasil, já existem leis que restringem o uso de fogos com ruídos, mas há pessoas que descumprem e causam, com o barulho, estresse e até morte nos animais como aves, cães e gatos.  

De acordo com a médica veterinária, Alessandra Freitas, que trabalha no Home Hotel Pet, nas vésperas de Natal e Ano Novo, assim como nas datas comemorativas, o local realiza um ritual para deixar os animais hospedados “mais calmos”.

“A gente tem o cuidado de não abrir [as unidades] nos dias 24, 25, 31 e 1, para acolher melhor eles à noite, evitando a correria no dia, e deixando o ambiente mais tranquilo. Quando começa a queima dos fogos, sempre fica alguém no local com eles para ir acalmando-os”, explicou a doutora. 

  

 

Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM