Morre Janjão Rodrigues, a Voz do Carnaval, após luta contra o câncer

Janjão morreu no Hospital Ophir Loyola

Eduardo Rocha

Morreu no começo da noite desta terça-feira (17), aos 68 anos, João Rodrigues da Silva Neto, o Janjão, como era conhecido no meio cultural paraense. Janjão vinha lutando contra câncer nos últimos meses. Ele morreu no Hospital Ophir Loyola.

Segundo Fernando Guga, grande benemérito da escola de samba Rancho Não Posso Me Amofiná, do bairro do Jurunas, os órgãos de Janjão começaram a parar na segunda-feira (16). O radialista conviveu com o diabetes por muitos anos.

O velório de Janjão ocorre no Memorial Max Domini, no bairro do Guamá. O cortejo sairá às 9h30 para o cemitério Max Domini 2, em Marituba.

"Ele era a Voz do Carnaval, porque além de apresetar os desfiles oficiais das agremiações na avenida, Janjão sempre teve um carinho muito grande por todas as escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele dava voz a todas elas", declarou Guga.

Janjão fez nome no rádio paraense, atuando em diversas emissoras, incluindo a Lib Music, do Grupo Liberal. Na Rádio Cultura, Janjão comandou junto com a jornalista Lourdinha Bezerra o programa "Clube do Samba".

Ele era casado com Sergiane e deixa quatro filhos. uma das filhas, Cecília, é a primeira porta-bandeira do Rancho, escola do coração de Janjão.

A escola de samba Bole-Bole, do bairro do Guamá, divulgou comunicado nesta noite: "'Sirene tocou! E infelizmente anunciou: "A voz do Samba se calou'. A Associação Carnavalesca Bole Bole, lamenta profundamente o falecimento de um dos maiores ícones da folia paraense, Janjão Rodrigues, que por tantas e tantas vezes anunciou a nossa e as outras escolas na avenida. Personalidade marcante, presença constante, voz inesquecível. Após algumas batalhas, o guerreiro descansou. Que sua história vire poesia. Que sua memória seja eterna. E que seu legado seja espelho de gerações. Vá em paz! Anuncie no céu que a arte é imortal. Nossos sentimentos a todos os familiares".

As Escolas de Samba Associadas (ESA) também homenagearam Janjão. "Hoje nos despedimos de um grande nome da cultura paraense, em meio a belas lembranças e gratidão. Nossos sentimentos aos familiares e amigos. Descanse em paz, Janjão Rodrigues!".

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM