Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Malhação de Judas: associações pretendem retomar manifestação cultural

Pandemia e Guerra na Ucrânia são alguns dos temas dos "Judas"

Eduardo Rocha

No Sábado de Aleluia, que este ano transcorrerá em 16 de abril, deverá contar com Malhação de Judas, tradicional manifestação cultural no bairro da Cremação, onde associações de moradores se organizam para o evento após dois anos sem realização por causa da covid-19. Até o momento, a Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) ainda não deu autorização para que a Malhação ocorra ao longo da rua Fernando Guilhon. No entanto, a intenção de organizadores é promovê-la de alguma forma para que o período que antecede à Páscoa não passe em branco novamente.

Esse é o sentimento de José Ricardo Nascimento, o Zeca, presidente da Associação dos Malhadores de Judas Cheiro Cheiroso. Essa entidade e a AJOC programam instalar três bonecos de Judas em postes na rua Fernando Guilhon, entre passagem Teixeira e travesa 14 de Março, de sexta-feira (15) para sábado (16).

"Eu estive na Fumbel hoje (4), e eles ainda não liberaram a Fernando Guilhon para a Malhação de Judas. Ainda não decidiram sobre o assunto, por causa da covid-19. Nós não vamos descumprir a determinação do Poder Municipal, mas vamos organizar uma Malhação em um formato menor, para não ficar sem o evento pelo terceiro ano", destaca Zeca.

Bonecos Judas

As duas associações de malhadores de Judas vão preparar pelo menos três bonecos para o evento a começar por volta das 20 horas do dia 15. Será, então, o Velório do Judas, uma programação festiva que se estende pela madrugada até a manhã do Sábado de Aleluia. No Velório, haverá atrações como a exibição do grupo de carimbó Os Curupiras e algumas atrações para a criançada e música para todos.

Os bonecos Judas que serão montados são: "Covid-19 - o culpado de tudo", "O Rei da Guerra", relacionado à Guerra da Rússia contra a Ucrânia, e um terceiro "Judas", ainda em segredo. Esses bonecos deverão ser malhados no sábado (16).

Outra associação, o Grupo de Amigos Malhadores de Judas da Cremação (Gamajuc), com 20 anos de funcionamento, pretende promover evento menor envolvendo dois bonecos. "Vamos abordar a Guerra na Ucrânia", revela o presidente da entidade, Roberto Sena.

A Gamajuc não promoverá Velório do Judas, mas na rua Fernando Guilhon vai instalar dois bonecos ainda na sexta-feira. Esses "Judas" deverão ser malhados no sábado. Antes da pandemia, a associação malhava de cinco a seis bonecos.

Fumbel

A Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) informou que a Malhação de Judas, no bairro da Cremação, é um evento realizado pela Associação de Moradores do Bairro da Cremação. E que o papel da Fumbel é conceder autorização do uso de áreas públicas da capital para a realização de eventos e dar apoio de infraestrutura quando solicitado.

"A Fundação também informa que, até o momento, não recebeu nenhuma solicitação formal para a realização da Malhação de Judas na Cremação", detalhou, em nota.

Palavras-chave

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM