Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Longas filas marcam a vacinação de idosos contra a Covid-19 neste domingo em Belém

Nesta segunda, a expectativa é vacinar cerca de 13 mil pessoas com a primeira dose em um único dia

Keila Ferreira

As primeiras horas da campanha de vacinação contra a covid-19 para idosos com idades entre 72 e 73 anos, neste domingo (7), foram marcadas por longas filas em razão da maior procura no período da manhã. Em alguns locais, o atendimento começou antes do horário previsto.

Longas filas marcam a vacinação de idosos contra a Covid-19 neste domingo em Belém

No horário estabelecido pela Prefeitura, a vacinação ocorre das 9h às 17h, mas Antonino da Silva Alves, de 73 anos, por exemplo, chegou às 8 horas na Aldeia Cabana e percebeu que o serviço já estava sendo realizado. Ele afirmou que apesar de ter encontrado muita gente aguardando na fila, esperou apenas alguns minutos para ser atendido. “Estou me sentindo bem e feliz, afinal agora estou mais protegido", comemorou. Mas diz que ainda assim pretende manter os cuidados. "Estou isolado e vou continuar me cuidando até depois da segunda dose, é o que todos têm que fazer”, declarou. 

Nesta segunda (8) será a vez dos idosos com 70 e 71 anos, que devem procurar um dos 18 postos divulgados pela prefeitura. Ao todo, a expectativa é vacinar cerca de 13 mil pessoas com a primeira dose em um único dia. Aquelas pessoas que vão completar a idade indicada neste ano também podem receber as vacinas  Por exemplo, se alguém tem 69, mas vai fazer 70 ainda em 2021, pode ir nesta segunda-feira receber o imunizante.

Neste domingo, a Prefeitura também esperava vacinar entre 12 e 13 mil pessoas. Maria da Silva Miranda, de 72 anos, conta que chegou ao posto de vacinação por volta das 7h30, mas não precisou esperar tanto tempo. “Sinceramente, achei que ia demorar mais, mas foi rápido. Saindo os acompanhantes, a fila diminuiu", contou. "Estou muito feliz. Trabalho como cabeleireira, mas tenho as minhas precauções. No meu salão entram, no máximo, quatro pessoas por vez e sempre com uso de máscara e álcool em gel. A gente não pode vacilar”.

Ao todo, até o final desta etapa, a previsão é que mais de 50 mil idosos da capital recebam a primeira dose da vacina. A maioria costuma procurar os postos pela manhã, gerando filas antes mesmo do início dos atendimentos.

“Nós atendemos no primeiro dia (sexta-feira, 05) um pouco mais de 8 mil pessoas. Ontem (sábado, 6) foram 14.500 pessoas, seria o dia mais alto, realmente. Tivemos uma grande movimentação no início da manhã e, quando chegou lá pelas onze horas, na maioria dos postos, o fluxo já estava mais tranquilo. Aqui temos esse costume de sair de casa para nos vacinarmos cedo”, observou o diretor do Departamento de Vigilância em Saúde de Belém, Claudio Salgado.

Por isso, mesmo com o serviço marcado para começar às 9h, algumas equipes costumam chegar mais cedo, iniciando o atendimento antes. “Aqui mesmo, no Cassazum, antes das 9 horas a gente já tinha vacinado centenas de pessoas. Mas a gente pede para que as pessoas venham em horários diferentes, no início ou no final da tarde. Sei que há uma ansiedade muito grande, mas nós precisamos deixar mais espaço entre as pessoas ao longo do dia, porque tem vacina pra todo mundo, não vai faltar, e a gente tem condições de vacinar todos que vierem, dentro da faixa etária, a qualquer horário dentro desse período de 9h às 17h”, enfatizou Salgado. 

Para se vacinar, é necessário apresentar o RG, CPF, cartão do SUS (opcional) e comprovante de residência de Belém. Segundo o diretor do Departamento de Vigilância em Saúde da capital paraense, após esta etapa, a expectativa é baixar a faixa etária, assim que chegarem mais vacinas, e continuar imunizando profissionais de saúde que ainda não foram vacinados. 

Os idosos que se vacinaram nessa etapa ainda vão receber a segunda dose. Os que receberam o imunizante deste domingo, por exemplo, estão com a segunda dose marcada para o dia 30. “Nesta semana, na quarta e quinta-feira, já tem a segunda dose pro pessoal de 84 e 83, mas é um quantitativo muito menor do que esse. São aproximadamente 2.700 pessoas.”

Cláudio Salgado explica ainda que, para esta campanha de vacinação, foram mobilizadas quase 800 pessoas que atuam simultaneamente nos postos de atendimento, a maioria são voluntários. “Impressionante, um trabalho muito bonito, da pessoa doar um dia de trabalho inteiro, dois, três dias de trabalho, para o bom andamento de uma campanha. A gente sempre conta com eles e precisa de mais, não dá pra você ficar trocando muito (as equipes), porque a pessoa precisa ter um pouco de experiência para saber o que vai escrever no papel, como vai falar com o idoso... Quanto mais ela ganha experiência, mais tranquilo e rápido o trabalho flui”.

Porém, para evitar o desgaste dessas equipes que estão atuando continuamente, Cláudio Salgado conta que a ideia é evitar os finais de semana. “Dessa vez, chegou essa vacina em cima da hora, tínhamos que adiantar o processo e então pegamos o final de semana. Mas estamos tentando dar um espaço para essas pessoas respirarem um pouco, nos organizarmos de novo, ver o que está errado e seguir sem problema. Chamando mais voluntários podemos mudar esse time, mas sempre tem que ter gente nossa à frente coordenando”.

Confira os postos de atendimento:

1. Aldeia Cabana. Avenida Pedro Miranda, Pedreira. Drive-thru e a pé.

2. Cassazum. Avenida Duque de Caxias, Marco. Drive-thru e a pé.

3. Colégio do Carmo. Travessa Dom Bosco, Cidade Velha. Somente a pé.

4. Complexo Capuchinos, Casa da Palavra. Travessa Castelo Branco, Guamá. Somente a pé.

5. Estacionamento da igreja dos Capuchinhos. Conselheiro Furtado, São Brás. Somente drive-thru.

6. Escola de Enfermagem da UEPA. Avenida José Bonifácio, Guamá. Drive-thru e a pé.

7. Escola Rotary. Rua Lauro Malcher, Condor. Somente a pé.

8. Estacionamento das obras sociais da Basílica. Entrada pela Gentil Bittencourt, Nazaré. Somente drive-thru.

9. Fibra. Avenida Gentil Bittencourt, Nazaré. Drive-thru e a pé.

10. Funbosque. Avenida Nossa Senhora da Conceição, Distrito de Outeiro.

11. Ginásio Mangueirinho. Avenida Augusto Montenegro, Mangueirão. Drive-thru e a pé.

12. Igreja do Evangelho Quadrangular. Barão de Igarapé Miri, Guamá. Drive-thru e a pé.

13. Paróquia de São João e Nossa Senhora das Graças. Praça Pio XII, Distrito de Icoaraci.

14. UMS Carananduba. Praça Carananduba, Distrito de Mosqueiro.

15. UMS Maracajá. Travessa Siqueira Mendes, Distrito de Mosqueiro.

16. Unama. Avenida Alcindo Cacela. Drive-thru e a pé.

17. Unifamaz. Avenida Visconde de Souza Franco, Reduto. Drive-thru e a pé.

18. Universidade Federal do Pará (UFPA). Rua Augusto Corrêa, Guamá. Drive-thru e a pé.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM