Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Hospital Unimed Prime será inaugurado nesta terça (27); atendimentos iniciam na próxima semana

Com tecnologia de ponta e equipamentos de última geração, a unidade irá contar com 176 leitos, sendo 30 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)

O Liberal

Jornalistas dos principais veículos de comunicação do Estado tiveram a oportunidade de conhecer, na noite desta segunda-feira (26), a estrutura do Hospital Unimed Prime (HUP), o centro médico mais moderno do Pará. Com tecnologia de ponta e equipamentos de última geração, o novo hospital da Unimed Belém, localizado na travessa Castelo Branco, no bairro de São Brás, será inaugurado nesta terça (27), às 18h30, com um evento em formato híbrido: presencialmente restrito, por conta da pandemia, e transmitido ao vivo para cooperados e colaboradores. Na semana que vem, em data que ainda será divulgada, o hospital já estará aberto 24 horas para atender os beneficiários do plano de saúde.

Os atendimentos serão iniciados de forma gradativa, com cerca de 40% da capacidade total. Dentro de alguns dias, quando o funcionamento do hospital já estiver com a sua capacidade máxima, 176 leitos estarão disponíveis para os beneficiários, dos quais 30 são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). "Inicialmente, trata-se de um hospital geral, então nós teremos todas as especialidades da clínica médica e da cirurgia, dentre elas, as cirurgias cardíaca, geral, neurológica, além de exames de todos os tipos. A única área que ainda não está contemplada nesta etapa do projeto é o materno-infantil, que está sendo projetado para um futuro não muito distante", explicou o presidente do conselho administrativo da Unimed Belém, Dr. Wilson Niwa.

Equipamento de ressonância magnética do HUP é um dos mais modernos do Brasil (Sidney Oliveira/ O Liberal)

Ele conta que a experiência dos pacientes dentro do hospital foi completamente planejada, desde o momento em que eles entram na unidade, até o recebimento da alta, com uma estrutura que oferece conforto e qualidade de atendimento. "A estrutura arquitetônica foi projetada para ser um local bem aconchegante, com uma pegada diferente de ambiente hospitalar. É um ambiente que parece mais um hotel do que um hospital, com todos os processos de atendimento para realmente proporcionar uma jornada para o paciente bastante agradável", pontua.

É um ambiente que parece mais um hotel do que um hospital, com todos os processos de atendimento para realmente proporcionar uma jornada para o paciente bastante agradável - Dr. Wilson Niwa, presidente do conselho administrativo da Unimed Belém.

Durante a visita, os jornalistas conheceram, de perto, todos os ambientes do hospital e os equipamentos de última geração que estarão disponíveis para os pacientes, como a plataforma de hemodinâmica Azurion, da Phillips, a única da região Norte do Brasil, cujo investimento foi de cerca de R$ 7 milhões. Um hemodinamicista estará 24 horas em plantão para operar o equipamento. "É um equipamento de ponta, o mais moderno que existe nessa categoria, e ele faz exames não só de cardiologia, mas também vasculares e neurológicos", afirmou a administradora e gestora hospitalar da Unimed, Stephanie Valdivia.

Plataforma de hemodinâmica Azurion, da Phillips, a única da região Norte do Brasil (Sidney Oliveira/ O Liberal)

Sustentabilidade

O HUP também conta com tecnologias sustentáveis, como a energia solar, o reaproveitamento de água da chuva e a certificação paperless, ou seja, trata-se de um hospital sem uso de papel. "A sustentabilidade, muitos só assemelham à parte ambiental, mas ela tem o foco econômico, financeiro e, também, ambiental. "Com o nosso sistema de reaproveitamento de água da chuva, por exemplo, a gente consegue abastecer e fazer a distribuição para todos os nossos banheiros e as torneiras dos nossos jardins. Com isso, nós cuidamos do meio ambiente e reduzimos o impacto financeiro que teríamos dentro da unidade", ressaltou Stephanie Valdivia.

Além disso tudo, o novo Hospital Unimed Prime também terá uma Estação de Tratamento de Água (ETA) e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Desta forma, a unidade irá realizar o tratamento dos resíduos antes descartá-los ao meio ambiente. "Também temos o sistema de fachada ventilada, que é a aplicação de uma tecnologia onde a gente tem a circulação do ar, e isso reduz o impacto térmico dentro do hospital, gerando menos consumo de ar condicionado", acrescentou.

Mutações e vacinação

A infectologista Dra. Vânia Brilhante, da Unimed Belém, falou aos jornalistas sobre as novas variantes do coronavírus e a importância da vacinação para frear o surgimento de novas cepas. Ela explicou que toda mutação viral surge da tentativa de adaptação do vírus ao processo de defesa do nosso organismo. "A tentativa de você deletar uma infecção desencadeia no microorganismo uma tentativa de sobrevivência, que desencadeia as mutações de proteínas, receptores ou material genético", diz a especialista.

A infectologista Dra. Vânia Brilhante falou aos jornalistas sobre as novas variantes do coronavírus e a importância da vacinação em massa (Sidney Oliveira/ O Liberal)

Para acabar com essas mutações, a única alternativa é a vacinação em massa, pois quanto mais pessoas vacinadas, menor a quantidade de vírus circulante e, consequentemente, menor a chance de surgimento de novas cepas. "Vacina é vida. Não só pra gente, como para toda a população. Quando nos vacinamos, protegemos a nós mesmos, nossa família, então é um ato de amor ao próximo. A única forma de frear as mutações é realmente vacinando o maior número possível de pessoas", concluiu a Dra. Vânia Brilhante.

Palavras-chave

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM