Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Dia do ciclista: Pará registrou 350 acidentes envolvendo ciclistas de janeiro a maio de 2022

Entre os acidentados, 202 ficaram feridos e 17 perderam a vida. Data chama atenção para segurança no trânsito para quem pedala

Camila Azevedo

De janeiro a maio de 2022, foram registrados 350 acidentes envolvendo ciclistas no Pará. Destes, 202 pessoas ficaram feridas e 17 morreram. Os dados são do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran/PA), que realiza nesta sexta-feira (19), no Dia Nacional do Ciclista, uma ação para chamar a atenção da população para os direitos e a segurança de quem pedala.

As abordagens da ação vão ser direcionadas aos ciclistas, pedestres e motoristas. Estão marcadas para o horário das 17h às 18h, em frente à sede do Detran/PA, na Avenida Augusto Montenegro, em Belém. 

Outros números referentes aos ciclistas, divulgados nesta semana, dizem respeito ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua, que contabilizou um aumento de 19,5% no número de ciclistas acidentados que deram entrada na unidade. De janeiro a junho de 2022, 104 atendimentos foram efetuados frente aos 87 realizados em 2021.

VEJA MAIS

Idoso cai da bicicleta ao desviar de carro na ciclofaixa no Tapanã; motorista não presta socorro
Um vídeo, que circula nas redes sociais mostra o momento em que populares tentam ajudar o homem, que ficou ferido, a recolher a mercadoria do chão

Em Belém, 'Bike Passeio' promove conscientização ambiental
A programação será no próximo domingo (26), às 8h, com concentração no complexo Ver-o-Rio, no bairro do Umarizal

Dia Mundial da Bicicleta: segurança e sustentabilidade são temas recorrentes entre ciclistas
Segundo o Detran-PA, de janeiro a novembro de 2021, o número de acidentes envolvendo ciclistas chegou a quase 500 casos

Para aumentar o número dos adeptos ao uso da bicicleta e conscientizar a população a respeito dos cuidados que deve ter com os ciclistas que estejam nas vias, o coletivo Bike Anjo atua em Belém e em diversas localidades levando educação, apoio e aprendizado. A biomédica Danny Ventura, de 29 anos, é integrante do grupo e considera que a principal atitude a ser feita para melhorar as condições de tráfego nas ciclovias é a orientação. Ela usa o veículo para tudo e todos os dias: das idas às aulas de mestrado até o atendimento de pacientes. “Os motoristas ficam invadindo o nosso espaço, ‘tirando muito fino’ da gente em várias ruas, principalmente nas que são principais, como a Mundurucus, a avenida José Malcher e a Nazaré”, relata.

O meio de transporte, além de ajudar na saúde e na fluidez do trânsito, é uma opção mais barata e de menor impacto no meio ambiente (Filipe Bispo / O Liberal)

Danny já sofreu um acidente devido a imprudência de um condutor de moto que não respeitou a sinalização e avançou o sinal. Mais do que comemoração, a biomédica lembra que a data é um reflexo de luta pelos direitos da categoria. “É preciso conscientização dos motoristas e motociclistas da cidade para que eles tenham noção de ciclovia e de ciclistas. Os motoristas de ônibus também, porque geralmente são os que estão mais no dia a dia do trânsito”, diz.

O ‘Pedala Mana’ é um projeto dentro do Bike Anjo que ensina pessoas a prática de pedalar e a conscientização dos deveres e direitos dos ciclistas. Fabíola Viana, de 50 anos, sempre teve o sonho de aprender a andar de bicicleta e viu a oportunidade por meio do coletivo, em 2018. Atualmente, ela é uma das instrutoras da ação e tem como objetivo contribuir para que o trânsito se torne mais humanizado por meio de palestras e rodas de conversas. “Quando eu aprendi, achei aquilo tão fantástico que eu tinha que compartilhar com outras pessoas, eu me sinto renovada, quando a gente começa a pedalar, começa a ver a cidade de uma outra perspectiva. Essa data é um protesto para lembrar que o ciclista tem que ser respeitado. É um carro a menos poluindo a cidade e o meio ambiente”, destaca. 

População vê oportunidade de independência nas bicicletas

A facilidade e praticidade que o meio de transporte oferece são alguns dos fatores que levam muitos a buscar o ‘Pedala Mana’ para aprender a andar de bicicleta. A auxiliar administrativa Raqueline Santos, de 32 anos, é uma das alunas do projeto e começou a se interessar para adquirir maior mobilidade e independência. “Tem lugar que eu quero ir que é perto, mas se eu for andando se torna longe e cansativo. Aí, eu fico pensando: ‘Se eu tivesse uma bicicleta, chegava lá em cinco minutos’. Às vezes, eu me privo de ir até em uma padaria mais longe de casa”, conta.

Projeto ajuda pessoas a aprender a andar de bicicleta, prática procurada para aumentar a mobilidade e a independência (Filipe Bispo / O Liberal)

A questão do transporte público da cidade também foi decisiva para Raqueline. Ônibus lotados e atrasados já não estão mais suprindo as necessidades do dia a dia. “Eu tenho que sair de casa, às vezes, uma hora antes. De vez em quando eu tenho sorte de pegar logo, mas também tenho que pegar ele lotado, chego em casa toda roxa”, desabafa. 

Em nota, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) informou que realiza ações educativas em escolas e palestras em empresas, com foco em ajudar a conscientizar sobre a segurança dos ciclistas. Junto a isso, agentes de trânsito realizam fiscalização constante nos corredores que possuem ciclofaixa para coibir o uso do espaço do ciclista por outros tipos de veículos, realizando autuação quando necessário.

Crime de trânsito foi precursor da data

Em 2006, o ciclista e biólogo Pedro Davison foi morto após ser atingido por um motorista que dirigia sob efeito de álcool e em alta velocidade no Eixo Sul de Brasília, no Distrito Federal. Ele tinha 25 anos.

O Dia Nacional do Ciclista foi sancionado no mesmo ano do episódio e faz referência ao crime.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM